Haeli Wey tem 29 anos e é #Professora de matemática. Porém, a bonita americana ficou famosa não por sua aula, mas por seu envolvimento demasiado íntimo com seus #alunos. A mulher admitiu relações sexuais com dois alunos, adolescentes, que teriam 17 anos, na époça em que aconteceu. É essa a idade mínima legal para consentimento sexual, mas é ilegal para um professor manter relações sexuais com estudantes. Por isso, o caso chegou a tribunal, mas a jovem professora já está sabendo que não vai pegar pena de cadeia, mas ficará antes em liberdade condicional.

A pena acaba sendo algo surpreendente, uma vez que os casos semelhante a esse, nos Estados Unidos da América, têm terminado quase sempre com penas de cadeia. Porém, para este caso poderia ter pesado a idade dos adolescentes, que já teriam conhecimento do que estavam fazendo e que teriam dado seu consentimento.

Publicidade
Publicidade

Mesmo sabendo que estavam errando, eles consentiram com os atos sexuais.

Um deles só teria contado o caso para os pais, já depois de ela ter terminado tudo e já estar com o outro garoto. Haeli Wey confessou ter transado dez vezes com esse primeiro adolescente, incluindo durante umas férias que ela fez com ele e a família dele, na África. Foi aí que eles ficaram mais próximos e quando começaram o relacionamento mais sexual.

Já depois de regressarem nos EUA, a professora teria se afastado e estava se envolvendo com o outro adolescente, quando ele resolveu contar tudo, sobre o #sexo e as fotos 'nudes' que ela mandava para ele, em jeito de sedução. Os pais apresentaram queixa na polícia e, mais tarde, o outro rapaz também admitiu o caso com a bonita morena. Pouco depois, Haeli Wey renunciaria de seu trabalho na escola de Austin, onde estava dando aula.

Publicidade

O tribunal do Texas está julgando este caso, mas já está se sabendo que ela não vai ficar presa. De acordo com o promotor Geoffrey Puryear, ela também não vai ficar registrada como criminosa sexual. No entanto, ela ficará em liberdade condicional, apesar de ainda não serem conhecidas as condições em que vai ficar. O juiz David Wahlberg vai ler a sentença no dia 10 de março, de acordo com o jornal Mirror.

E o leitor, concorda com esta sentença? Deixe sua opinião!