Foi um Dia dos Namorados nada amoroso, aquele vivido entre Chico Fierro e Karyna Rodriguez. O casal se encontrou, para celebrar o dia especial, mas tudo terminou mal para os dois, quando a garota acabou morrendo, pelas lesões sexuais e o moço foi agora condenado a 25 anos de cadeia. De acordo com o que o tribunal conseguiu descobrir, o '#sexo intenso' praticado pelos dois acabou provocando as lesões fatais em Karyna. Chico não terminou seu trabalho, sem antes tirar várias fotos da namorada, toda ensanguentada na cama.

O crime aconteceu em 2015, mas só agora foi revelada a sentença. O corpo de Karyna foi encontrado na manhã seguinte, 15 de fevereiro, quando a jovem já estava morta.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o advogado de Fierro, Thomas D. Carter, os dois estariam "apaixonados", quando se se envolveram em relações sexuais consensuais, depois de saírem bebendo para comemorar o Dia dos Namorados. Porém, mesmo sendo consensuais, as relações teriam sido violentas demais. E, pelos resultados da autópsia, o tribunal de El Paso, no Texas, Karyna sangrou até a morte de lesões internas graves, que aconteceram durante o sexo.

Ex-namoradas de Fierro confirmaram aos policiais que ele gostava de inserir vigorosamente objetos nas suas parceiras, durante o sexo, descrevendo alguns dos mesmos atos sexuais com os quais ele disse ter se relacionado com Karyna, antes de morrer.

O médico Juan Contín, declarou no tribunal acreditar que quando terminaram o ato sexual, Karyna ainda estava viva, mas já inconsciente, baseado no volume de perda de sangue.

Publicidade

Depois, sem assistência, ela teria morrido durante a noite ou manhã do dia seguinte. Isso de acordo com os resultados da autópsia, mas também pelas imagens encontradas no celular de Fierro, que teria várias imagens dessa última noite, em que Karyna aparecia na cama, com muito sangue em torno de seu corpo.

Com todas as provas contra ele, o jovem, que estava estudando cinesiologia, na Universidade do Texas, e trabalhava de treinador pessoal, admitiu, na semana passada, ter assassinado a namorada, de acordo com o jornal Mirror. O juiz Patrick M. Garcia não teve dúvidas de sua responsabilidade nessa morte, condenando Chico Fierro a 25 anos de cadeia. #namoro #Justiça