Donald #Trump sempre causou polêmica em tudo e faz questão em dizer que não crê em diversos assuntos que a ciência já comprovou. Sua agressividade aos imigrantes e seus discursos machistas só comprova o quão intolerante é.

Psiquiatras americanos reuniram-se e chegaram a uma conclusão polêmica ao afirmarem que Trump tem a #Saúde mental debilitada e que essa marra toda que passa, não é apenas uma característica sua. Essa semana, esses psicólogos e psiquiatras, que ao todo somam 33, assinaram e enviaram um carta para um dos jornais mais populares do Estados Unidos, o The New York Times, onde questionavam sua sanidade mental.

Publicidade
Publicidade

A carta fala sobre o comportamento, empatia e até mesmo sobre não saber discernir a realidade.

Um ex-psiquiatra da Universidade de Harvard diz ainda que todos que assinaram a carta acreditam que Trump tem uma instabilidade mental muito séria, tornando-o incapaz de governar o país. Na verdade, não se pode diagnosticar uma pessoa sem ao menos esta ter ido ao médico. O caso torna-se antiético, visto que sem um laudo, nada pode ser afirmado e assinado, ainda mais quando se fala da saúde mental de um presidente, uma pessoa pública, sendo este o presidente mais potente do mundo.

Nos Estados Unidos existe uma regra que impede um presidente de exercer suas funções caso diagnosticado com problema mental, a qual foi dada o nome de Regra de Goldwater, o que não é o caso para ser usado contra o presidente Trump, já que não existe um laudo comprobatório.

Publicidade

Em 1964, a regra Goldwater foi assim apelidada após um artigo ser publicado numa revista chamada Fact onde nela afirmava-se que o então candidato à presidência na época, Barry Goldwater, também sofria de problemas mentais e, assim sendo, não teria condições de assumir a presidência. Nesse ano, Goldwater chegou a processar a revista, foi indenizado com US$ 74 mil dólares e perdeu a eleição.

Trump e sua assessoria não comentaram, até então, o caso referente a esse questionamento sobre sua sanidade mental, mas caso venha comentar, provavelmente usará sua conta no Twitter e falará sobre sua forma de governar e não sobre sua saúde mental. #Política