Uma mulher, de 81 anos, foi perseguida e estuprada por um homem, em Balham High Road, no sul de Londres. O ataque aconteceu assim que a idosa inglesa saiu do ônibus, no final do dia. A vítima estaria fazendo seu percurso normal até casa, quando foi interceptada, em uma rua movimentada, por um agressor sexual, que fez o mais vil dos ataques. As pessoas, na localidade, estão chocadas com a violência desse ataque, incomum para o local, quando a polícia metropolitana já deteve um suspeito, um homem de 41 anos, que poderia ter sido o autor dessa barbaridade de crime.

A polícia londrina está ainda investigando esse caso, procurando informações sobre o paradeiro do casaco da vítima, que poderia ser decisivo na resolução desse caso.

Publicidade
Publicidade

A vítima foi levada ao hospital após o ataque, que aconteceu pouco depois de ter deixado o ônibus.

Um homem de 41 anos de idade foi detido logo no dia seguinte após o ataque, e está sendo acusado de dois crimes de #Estupro e um de sequestro, de acordo com as informações da polícia Scotland Yard. Alegadamente, existe uma testemunha desse crime, mas a polícia ainda não a teria encontrado.

A detetive inspetora Melissa Laremore disse que sua equipe está tentando rastrear uma pessoa, que foi vista nessa noite, perto do local do incidente, e que poderia ter informações decisivas para a resolução desse caso. O homem teria sido visto na mesma rua em que tudo aconteceu. "Ele estava vestindo uma jaqueta com um design distintivo de uma bandeira americana na parte de trás", contou a detetive, em declarações citadas pelo jornal Daily Mail.

Através do casaco, eles esperam encontrar esse homem, mas aproveitando a imprensa, a detetive pede que esse homem se apresente na delegacia, ou então que alguém que o conheça, que faça isso.

Publicidade

Esse testemunho poderia ser chave em todo esse processo. O homem teria desaparecido logo após o ataque e os policiais estão, desde então, procurando por ele: "Meus investigadores estão trabalhando para rastreá-lo dentro e ao redor da área local, pois é de importante valor probatório", referiu a detetive, sem entrar em pormenores sobre toda essa importância que eles estão colocando sobre essa testemunha.

A vítima continua em tratamento, no hospital, onde se aguarda que faça uma recuperação total, enquanto que um suspeito já foi detido, e os exames poderão, agora, provar ou não a sua culpa.

A investigação vai continuar. #Idosos #Justiça