Para todo jornalista, mais importante que a reportagem é o sentimento que ela produz nas pessoas. Às vezes, ignoramos a sensatez para que o leitor conheça a totalidade de determinadas matérias.

No ano passado, por exemplo, a repórter Glória Maria (Rede Globo) gerou revolta na “puritana” sociedade brasileira, ao fumar a maconha ofertada pelos adeptos da religião Rastafári, na Jamaica, durante reportagem sobre os costumes daquele povo, no Globo Repórter.

Agora, o jornalista Reza Aslan, da CNN, que produz o programa Believer, voltado a explorar práticas religiosas ao redor do mundo, ao comer o cérebro de um morto durante ritual canibal na Índia, despertou a fúria de Hindus nos Estados Unidos e causou polêmica em todo o planeta.

Publicidade
Publicidade

Exibido no domingo (5), na CNN, espectadores assistiram o bizarro momento em que ele degustou o tecido cozido de um cérebro humano, oferecido pelos membros da tribo nômade Aghori.

Conforme jornais dos Estados Unidos, Inglaterra, Índia e África, a reportagem de Aslan, que é muçulmano e leciona literatura criativa na Universidade da Califórnia em Riverside, irritou adeptos do hinduísmo nos EUA e na Índia.

Segundo o Times of India, ataques contra hindus no país administrado por Donald Trump poderão aumentar, devido a abordagem do programa.

"Com vários relatos de ataques motivados pelo ódio contra pessoas de origem indiana nos EUA, o programa caracteriza o hinduísmo como canibalístico, que é uma forma bizarra de olhar para a terceira maior religião do mundo”, critica um grupo de influentes lobistas indianos e americanos.

Publicidade

Em resposta as acusações, Aslan respondeu no Twitter que o programa foi sobre os Aghori, e não sobre hinduísmo (veja abaixo).

Contudo, ainda ironizou a situação. “Quer saber que gosto tem o cérebro de um sujeito morto? Carvão”, disse.

BANHO NO RIO SAGRADO E CINZAS DE MORTOS NO ROSTO

Além de “saborear” fatias do cérebro de um cadáver, os Aghori persuadiram o apresentador a se banhar no rio Ganges.

Em outro momento, um guru Aghori pintou o rosto de Aslan com cinzas de pessoas cremadas. Depois, beberam álcool servido em um crânio humano e de aperitivo comeram pedaços de cérebro.

Apesar das críticas, o apresentador postou um longo texto no Facebook, onde comentou ter conversado com hindus sobre o tema e ter tido boa receptividade da Fundação hindu-Americana (segue abaixo).

No vídeo da CNN, ele é visto com o rosto pintado de cinzas humanas e ainda recebe um colar feito de partes de homens mortos.

No segundo filme, Aslan come uma pequena porção do cérebro. Para ver mais detalhes, copie e cole o link no navegador.

http://players.brightcove.net/4221396001/V19oeQPdg_default/index.html?videoId=5353330019001&applicationId=MIRROR%20Embed%20Offsite

COMENDO CÉREBRO HUMANO

#Bizarro #Mídia #Curiosidades