A primeira vez que o famoso porta-aviões USS Lexington, da Marinha dos Estados Unidos, entrou em ação, foi em 1916, na Primeira Guerra Mundial. Projetado originalmente como um cruzador de batalha, após o término da Guerra (1918) foi recolhido aos estaleiros onde passou por mudanças e virou um porta-aviões.

Desde então, o veículo marítimo usado para defender o Havaí e outras regiões do oceano Pacífico, de ataques japoneses na Segunda Guerra Mundial, vivenciou vitórias e tragédias, até ser afundado pela Marinha Imperial nipônica em 8 de maio de 1942, na batalha do Mar de Coral.

Porém, após ser recuperado e exposto como peça de museu no município de Corpus Christi, Texas (EUA), pessoas que visitaram o porta-aviões no decorrer dos anos alegaram a existência de eventos sobrenaturais no interior da embarcação.

Publicidade
Publicidade

Agora, de acordo com a emissora texana 3 News, afiliada à rede ABC, a família de Abel Mirelez, em visita ao navio no final de semana, ficou horrorizada ao constatar uma bizarra manifestação paranormal no interior do USS Lexington.

Apelidado de “fantasma azul”, devido as intensas atividades fantasmagóricas relatadas por funcionários e turistas, que pagam para passar medo na embarcação, o navio-museu gerou calafrios nos visitantes.

Na gravação, violentas batidas começaram a ser ouvidas enquanto eles assobiavam com a intenção de atrair os espíritos e filmavam uma área onde uma placa amarela era observada com a seguinte mensagem: “não entre”.

Naquele momento, além dos barulhos, os turistas testemunharam a porta metálica abrindo e fechando com força extrema. Apavorados, gritaram e fugiram da área – mais ou menos nessa ordem.

Publicidade

Conforme depoimento do diretor de operações do USS Lexington (nome não identificado), há 20 anos trabalhando no navio, fenômenos inexplicáveis são frequentes na área.

Ele revelou à emissora ter experimentado um susto semelhante ao da família Mirelez, há alguns anos, quando escutou uma porta batendo.

Inicialmente, disse ter pensado que era uma pegadinha arquitetada por algum funcionário. Contudo, quando foi à porta e girou a maçaneta, constatou que não havia ninguém do outro lado.

Abaixo, veja a reportagem completa e a gravação original enviada aos jornalistas texanos. Caso seja excluída do Youtube, copie e cole o link no navegador (é extenso mesmo).

http://interactive.tegna-media.com/video/embed/embed.html?id=2547943&type=video&title=Ghost%20spotted%20aboard%20USS%20Lexington%20&site=503&playerid=6918249996581&dfpid=32805352&dfpposition=Video_prestream_external%C2%A7ion=home

#Bizarro #Mídia #Curiosidades