Crystal Bassette iniciou sua carreira na indústria pornográfica cedo. Após sua gravidez no ginásio, com apenas 16 anos e sem apoio dos pais, a adolescente teve que mudar-se de sua cidade natal, Carolina do Norte, para Hollywood, na Califórnia, onde era possível fazer dinheiro de forma mais rápida, ou pelo menos, assim ela esperava.

Para seu sustento e de seu filho, Crystal trabalhava como modelo e dançarina de pole dance nas casas noturnas, não ganhava tão bem quanto imaginava que poderia, mas pelo menos conseguia colocar comida na mesa. E um dia quando estava dançando, veio o convite para atuar em um #Filme adulto.

Prontamente aceitou, achando que seria fácil, mas não foi bem assim, ela afirma que foi muito traumática. Em uma mansão em Malibu, as primeiras cenas foram gravadas, e ela afirmou em uma entrevista para o “Mirror”: “De tudo que eu pensava, era completamente diferente. Fiquei sentada no chão do banheiro embaixo do chuveiro chorando por pelo menos duas horas.” Relembrou com lágrimas nos olhos.

Ela explica que após o primeiro filme, só conseguiu voltar para gravar um mês depois e que os outros não eram assim tão fáceis de fazer, mas que para conseguir, seguia um ritual no qual se dopava. “Misturava remédios e bebidas alcoólicas para conseguir gravar”. E durante muito tempo, tornou-se uma viciada em álcool e remédios.

E mesmo sendo prejudicial para sua saúde, o dinheiro que fazia era, pelo menos, dez vezes mais do que faria em três meses dançando. E mesmo sem estrutura, poderia dar uma educação melhor para seu filho. Segundo ela, com o passar do tempo, aquele estilo de vida a absorveu. Querendo sempre mais dinheiro, mais carros, mais presentes caros dos homens que pagavam pelo seu tempo, aproveitava a vida regada a dinheiro fácil, bebidas e sexo.

Ao completar 10 anos de carreira, a atriz arrecadava cerca de 100 mil reais por mês, protagonizou mais de 100 filmes e era uma das atrizes mais conhecidas no ramo da pornografia. No entanto, bebidas, sexo e dinheiro não traziam paz para seu coração.

Então, um dia pegou a Bíblia para ler, tentando encontrar um pouco de paz, e encontrou a história de Jezebel. E a história da mulher a fez refletir sobre sua própria vida. Crystal começou a frequentar uma #Igreja para ver se encontrava a paz que estava buscando.

Lá conheceu pastor David, que a ajudou a passar por todos seus tormentos e após dez anos de carreira, tomou a decisão de abandonar o mundo pornográfico e todos os seus vínculos com vício e dinheiro, e se dedicar somente à igreja.

Após três anos de conversão, Crystal casou-se com o pastor e teve seu segundo filho. Juntamente com sua família fundaram a Igreja New Beginnings Christian Life (Novos Recomeços na Vida Cristã, em tradução livre). E afirma que a mudança que Deus fez na sua vida era o que ela precisava, mas que para ajudar os outros, precisava da sua experiência de vida. “Deus sabe o que faz e por isso mudou minha vida completamente”.