Uma mulher foi presa pelas autoridades, após o seu #Amante ter morrido durante um ato sexual com ela dentro de um motel no sábado (18), na periferia de Ejigbo, em Lagos, na Nigéria. A mulher foi identificada pela polícia como Ebere Nwachukwu. A vítima foi identificada como Ken, que era um bancário casado residente da cidade de Lagos. Segundo informações, a vítima teria mentido para a sua esposa para poder passar a noite com a sua amante.

Segundo informações repassadas pela polícia local, o incidente aconteceu na noite de sábado dentro de um motel. Ainda de acordo com a polícia, inicialmente, a vítima tinha ligado para a sua esposa avisando que ele não ia poder retornar para casa, pois estava com trabalho acumulado.

Publicidade
Publicidade

Por sua vez, a esposa acreditou na versão dada pelo esposo. Conforme informações da mídia local, o homem saiu do seu trabalho e foi direto para o motel com a sua amante. Ainda de acordo com a mídia local, durante o ato sexual, o homem passou mal e acabou morrendo em cima da amante.

Diante da situação, a mulher acionou a direção do motel relatando que a vítima tinha passado mal. Por sua vez, a gerência do estabelecimento comercial acionou o socorro. O homem foi encaminhado para o Hospital Geral da cidade, mas já deu entrada na unidade médica sem vida. Em seguida, o corpo da vítima foi encaminhado para o órgão específico para o caso, onde passou por todos os procedimentos necessários, e ficou à disposição dos seus familiares.

A polícia também foi acionada. Quando os policiais chegaram ao local informado, a mulher foi presa e encaminhada a delegacia da cidade para prestar depoimento.

Publicidade

Conforme informações de uma fonte ligada a polícia que confirmou o incidente, as autoridades já começaram o trabalho de investigação. A polícia está aguardando o resultado da autópsia feito no corpo da vítima para saber a verdadeira causa da sua morte do homem. As autoridades locais não informaram se a mulher vai ser solta ou vai ficar presa até que as investigações sejam concluídas. #Investigação Criminal #Casos de polícia