Imagens filmadas em 2015, durante as celebrações de um destes casamentos ‘diferentões’, voltaram a ser veiculadas nas redes sociais.

As imagens mostram o que poderia ser uma tragédia, mas que, felizmente, não passou de um mico homérico num dos momentos mais esperados da vida de um casal.

Aconteceu nos Estados Unidos, em um barco. A ideia era que o noivo pulasse de um barco e fosse encontrar com a noiva a nado até a embarcação que ela estava. Ela então pularia na água e os pombinhos dariam aquele beijo romântico que estamparia o álbum de fotos para a posteridade.

Mas deu tudo errado. A moça acabou protagonizando um momento angustiante.

Publicidade
Publicidade

O vestido usado na cerimônia era um tanto pesado para a estripulia e ela, ao que parece, não tinha muita intimidade com a água.

A jovem, identificada como Amy simplesmente afundou ao pular e se enrolou toda com o tecido imenso do vestido. Na afobação para submergir a coisa complicou. O noivo não deu conta de salvar sua princesa e quase afundou junto. Uma convidada teve de pular, depois outra e ainda mais dois homens aparentemente da tripulação foram ajudar. E só depois de alguns segundos tensos ela reapareceu respirando, para alívio geral. A colega na água tentou acalmá-la dizendo que ela conseguiu. Outra, do barco, repete: “Ela está bem, ela está bem”.

Os convidados então bateram palmas e deram gritinhos de saudações como que para amenizar a angústia que ficou no ar. Do barco, amigos filmaram tudo.

Publicidade

Momentos antes de ela pular, uma amiga da noiva pergunta se ela quer que pule atrás dela. A jovem sinaliza positivamente e sorri. Sem ter ideia do que estava prestes a acontecer, outro convidado pode ser ouvido dizendo em tom de brincadeira: “Vamos esperar que não afunde”.

Essa coisa de radicalizar no fim das cerimônias de casamento é uma moda que começou há alguns anos. Chama-se “trash the dress”, que em livre tradução significa “destrua o vestido”. Em vários países, as noivas se divertem fotografando no fim das festas situações das mais inusitadas em que os lindos vestidos brancos ficam envoltos de lama ou folhagens, por exemplo. A opção água salgada não foi, como podemos ver, uma boa escolha no caso de Amy.

#Acidente