Uma criança foi morta e devorada por um crocodilo, nesta terça-feira (14), na aldeia de Mushumbi Pools, na Província Central de Mashonaland, no norte do Zimbábue. A vítima foi uma criança de apenas 8 anos, cujo nome não foi revelado pelas autoridades locais. Segundo informações da mídia, o crocodilo foi abatido pelos aldeões na quarta-feira (15). Após o réptil ter sido morto, o mesmo teve a sua barriga aberta pelos aldeões, que encontraram os restos mortais da vítima. Toda a cena horripilante foi gravada através de um aparelho de telefone celular. O caso causou uma grande comoção entre os moradores e familiares da localidade.

Segundo informações, a criança estava brincando perto de um rio. Em determinado momento, desapareceu sem deixar pistas. Logo, os moradores desconfiaram que ela havia sido morta por um crocodilo. Entretanto, durante as buscas pela vítima, eles encontraram o animal. Em seguida, o bicho foi morto e teve sua barriga aberta. Foi quando os restos mortais foram avistados. O corpo da vítima foi retirado e colocado em cima de um coberto cinza ao lado do animal morto. Ainda de acordo com a mídia local, o corpo da vítima foi sepultado dois dias depois, em um funeral realizado na aldeia.

Segundo informações repassadas por meios de comunicação, recentemente, o Zimbábue foi atingindo por fortes chuvas. O nível dos rios e das barragens aumentaram e levaram os crocodilos para mais próximo das residências. De acordo com moradores, este não foi o primeiro incidente que aconteceu envolvendo um crocodilo. Recentemente, outro réptil foi morto a tiros em Beatrice, uma comunidade agrícola na província de Mashonaland East. Segundo os moradores, um pescador da localidade foi morto e devorado por um crocodilo. Os seus restos mortais também foram encontrados no estômago do réptil.

Outro caso semelhante aconteceu aqui no Brasil. Duas crianças, com idade de 8 e 10 anos, possivelmente foram devoradas por jacarés enquanto brincavam nas margens do Rio Guaporé, localizado no município de Vila Bela da Santíssima Trindade, no Mato Grosso (MT). Os corpos das vítimas desapareceram no dia 27 de fevereiro, desde então, ainda não foram localizados. #Notícias #Animais