Cada pessoa nesse mundo é única e tem todo o direito de se achar especial, pois são exatamente as pequenas diferenças que fazem alguém se destacar na multidão.

Ninguém deve nutrir sentimentos de inferioridade por ser diferente dos demais e esse era o dilema da jovem Ash Soto, que padece de uma estranha condição que faz com que partes do seu corpo percam a pigmentação.

Publicidade

Quando tinha 12 anos de idade, a menina percebeu uma pequena mancha no pescoço, que bem poderia ser uma mancha causada pelo sol. Até que, meses depois, outras manchas começaram a surgir no seu corpo e ela foi diagnosticada com vitiligo, a mesma condição que tantos traumas trouxe ao astro pop Michael Jackson..

Publicidade

Ash Soto ficou sem saber o que fazer, pois ela não sabia o que era o vitiligo. Ela recorda que sua mãe chorou muito e isso a deixou muito assustada. A menina não imaginava que sua vida iria sofrer grandes transformações.

Tudo mudou na vida de Ash. Ela era uma garota alegre e extrovertida, líder da torcida do time de sua escola e gostava muito de conviver com sua turma de amigos.

Porém, quando as manchas começaram a se alastrar pelo seu corpo, ela começou a se esconder em casa e evitar o convívio social. Passou a sentir ódio de si mesma, abandonando todas as coisas que gostava de fazer.

Na escola, passou a sofrer bullying dos colegas. Uma menina perguntou-lhe se tinha passado alvejante no corpo. E Ash entrou em depressão, desenvolvendo profunda ansiedade. Para além das manchas no corpo, alguns fios de seu cabelo começaram a nascer cinza e isso a desesperou ainda mais.

Publicidade

Passou a pintar os cabelos.

A jovem passou a maior parte de sua adolescência dentro de casa, vestindo roupas de mangas compridas mesmo com um calor de 40 graus que costuma fazer onde ela vive, na Flórida, nos Estados Unidos.

Foi pintando os cabelos que teve a idéia que a libertou para sempre. O #Instagram foi a sua redenção e ela decidiu orgulhar-se de si mesma. Ash Soto usou as manchas para criar desenhos e intervenções artísticas na sua pele.

Com um marcador preto, resolveu circundar as manchas de seu corpo ao redor da parte branca e percebeu que podia desenhar o mapa do mundo. A partir daí, a imaginação correu solta e Ash passou a ser um fenômeno no Instagram.

Com a receptividade e as mensagens de apoio, a jovem passou a partilhar cada vez mais e mais fotos na rede social. Agora, ela espera que outras pessoas que tenham #vitiligo se sintam encorajadas por ela a remover as camadas de roupa do seu corpo.

Veja algumas imagens que ela postou no recentemente:

Hoje ela entende que são as pequenas diferenças de cada um que fazem as pessoas especiais. “A única pessoa que precisa te aceitar e te amar é você mesma”, afirma.