Um caso incrível aconteceu na Sérvia quando uma mãe acordou de um #Coma, sete anos depois. #Danijela Kovacevic tinha apenas 17 anos quando um trabalho de #parto traumático mudou toda a sua vida. A mulher entrou em coma, em 2009, e agora o reencontro com a sua filhinha está emocionando o mundo, enquanto Danijela está lutando para se recuperar o melhor possível.

Tinha tudo para correr bem, mas correu tudo mal. O pós parto desta mulher foi o pior pesadelo de uma mãe, depois de ela ter contraído uma sepse, que é uma infecção que ocorre na corrente sanguínea. Danijela ficou em estado vegetativo pouco depois do nascimento de Marija.

Publicidade
Publicidade

A menina ficou bem, mas a mãe permaneceu em coma, mas com olhos abertos, durante sete anos.

Foi com surpresa que os médicos viram ela acordar e começar respondendo aos tratamentos. Nesse momento, ela está fazendo um difícil trabalho de reabilitação e, aos poucos, tem melhorado muito. De acordo com os médicos, ela já consegue segurar coisas com as suas mãos, como comprimidos ou uma caneta, já consegue ficar sentada e parece entender as conversas. "São pequenas recuperações, mas para Danijela já é muito", disse o pai, Djordje Kovacevic, muito emocionado com o quanto sua filha está melhorando.

Seus pequenos passos são muito comparativamente com o estado vegetativo em que ela esteve, mas são também um sinal de esperança para toda a família, que está acreditando que ela pode melhorar mais ainda.

Publicidade

"Ela ganhou peso, está mais consciente e mais viva. Ela reage, sorri e também fica zangada", revelou o pai, em declarações citadas no jornal Mirror.

De acordo com a imprensa sérvia, Danijela é a sobrevivente de um maior tempo de coma, no país. Nunca ninguém antes recuperou de tantos anos de coma. Agora, ela está na Alemanha fazendo reabilitação, com terapias físicas e da fala, estimulando sempre as células cerebrais. Tudo isso está ficando muito caro e a família precisa de mais de 164 mil reais para continuar com esse tratamento.

A filha está com três meses de tratamento, mas ela precisa de muito mais. "Um homem que quebra um braço precisa de mais de três meses de recuperação, imagina quanto tempo minha filha precisa", disse o pai. Família e amigos estão tentando angariar dinheiro, mas o pai teme que não seja suficiente. Eles organizaram uma competição de taekwondo, com a qual conseguiram 38 mil reais, mas precisam de muito mais, de acordo com o pai.

Danijela já conseguiu caminhar 800 metros, mas o momento em que ela abraçou a filha pela primeira vez, depois de sete anos de coma, está viralizando na Internet.