Em geral, os orfanatos são instituições sem fins lucrativos que servem de abrigo para crianças que tiveram seus vínculos familiares rompidos. Nesses locais, as crianças são acolhidas e recebem uma série de cuidados, incluindo assistência médica e educacional. Mas, com a descoberta de uma fossa com restos mortais de 800 bebês enterrados, suspeita-se que as crianças internadas no orfanato ''Bon Secours Motherand Baby Home'', na Irlanda, eram vítimas de #maus tratos por parte dos funcionários da instituição.

Segundo dados históricos, o orfanato foi construído em 1925, na cidade de Tuam, na Irlanda. Sem motivos aparentes, a instituição parou de funcionar, no início da década de 1960.

Publicidade
Publicidade

De acordo com resultados de DNA, constatou-se que as crianças encontradas na vala tinham entre 40 semanas e três anos, quando foram enterradas em 25 câmaras da fossa. A responsável pela descoberta foi a pesquisadora Catherine Corless, que encontrou a certidão de óbito das crianças. A policia irlandesa abriu inquérito para tentar descobrir como funcionavam os centros de acolhimento no inicio do século XX.

As investigações também revelaram que as crianças órfãs eram maltratadas: além de passarem fome, eram vitimas de atos violentos. Estima-se que isso tenha gerado a mortandade de centenas de milhares de crianças. Já as mulheres grávidas acolhidas pelo orfanato tinham seus filhos separados das mães e levados para doação.

O filme ''Philomena” descreve a realidade dos orfanatos na Irlanda, na década de 1950.

Publicidade

A produção retrata uma jovem que teria engravidado na adolescência e foi internada no convento Roscrea. Após dar à luz o bebe, a jovem mãe teve seu filho arrancado dos braços e este foi vendido pelas freiras do convento.

A cineasta irlandesa, Philomena Lee, responsável pela direção do filme, teria reunido- se com o Papa Francisco no Vaticano, em 2014. Segundo informações, a mulher também é responsável pelo Philomena Project, que está ajudando as centenas de mães a procurarem pelos seus filhos. Elas pedem para que o o governo irlandês elabore um projeto de lei ordenando que as mães tenham em mãos os registros das crianças que foram levadas para adoção. #morte crianças #Casos de polícia