O medo que sentimos de fantasmas, lobisomens e todo tipo de criatura sobrenatural, quando crianças, apesar de não ser real, pode servir de aviso inconsciente sobre os monstros de verdade, mais danosos e demoníacos do que qualquer entidade paranormal.

Um exemplo de criança obrigada a enfrentar lobos em pele de cordeiro, foi revelado num talk show dirigido por uma das maiorias autoridades em saúde mental dos Estados Unidos, Dr.Phil (ou Dr. McGraw), na terça-feira (21).

Em depoimento ao psicólogo, autor de nove best-sellers publicados na lista do New York Times, a mulher identificada apenas Kendall, fez revelações perturbadoras sobre ser vendida pelos pais ao nascer.

Publicidade
Publicidade

Violada desde tenra idade, a vítima afirmou que figuras públicas comercializam crianças para pedófilos de todo o globo.

Durante a entrevista, ela, que disse conseguir fugir dos traficantes sexuais, revelou ser forçada a viajar a vários países, em jatos particulares, onde era abusada pelos “clientes”.

Ainda afirmou que ao nascer foi comprada por uma rede de pedofilia composta por policiais e políticos, além de homens e mulheres influentes na sociedade. Também salientou o aspecto financeiro dos criminosos.

Conforme Kendall, que agora tenta conviver com o trauma e acha que ninguém acreditará em sua história, algumas pessoas que pagavam para fazer sexo com ela ainda criança, eram “extremamente ricas”.

A norte-americana acentuou que alguns “clientes” eram proprietários de ilhas particulares.

Publicidade

“Um deles até possui uma grande equipe esportiva”, lembrou.

ESTUPROS, OSSOS QUEBRADOS E CAÇADA HUMANA

Além de praticarem atos libidinosos com crianças de até 5 anos, os políticos, conforme a denunciante - que não detalhou os nomes por medo de represália -, torturavam os menores ao sentarem-se sobre eles.

Como resultado, os ossos, ainda em formação, se quebravam com o peso dos agressores, muitas vezes resultando na morte das vítimas.

Outro aspecto sombrio do sadismo praticado pela rede mundial de pedofilia, envolvia caçar crianças nas terras particulares dos criminosos.

Por mais inacreditável que pareça, Kendall, cuja confissão você pode conferir no final do artigo, enfatizou que os agressores faziam as crianças correrem e se esconderem nos terrenos privados dos milionários, onde eram “caçadas como animais”.

Ao serem encontradas, as vítimas eram estupradas e torturadas pela elite de abusadores, constituída por autoridades de todo o planeta.

Questionada pelo Dr.Phil sobre a primeira vez que sofreu violência sexual, a mulher surpreendeu a todos ao responder que os estupros começaram antes mesmo dela poder falar.

Abaixo, veja um pequeno trecho da confissão de Kendall.

#Mídia #Curiosidades #Crime