Muito se sabe que o mundo do #Futebol sofre com uma #Violência que afronta a paz dos estádios. São as brigas e os excessos de violências, nos contornos, nas arquibancadas de diversos campeonatos de muitos países. Casos dessa violência geralmente acabam em confronto policial, com feridos e em alguns casos com morte de torcedores e inocentes. Os casos são diversos e constantes, como os famosos torcedores ingleses que se autodenominavam "Hoolingans", que foram combatidos com uma política austera perante as autoridades afim de coibir e extinguir uma cultura que afugenta o grande público, em busca de paz e principalmente para apreciar o espetáculo do esporte.

Publicidade
Publicidade

O deputado russo, Igor Lebedev, propôs uma medida polêmica. Regulamentar essa manifestação violenta, com regras, espaço próprio e incentivos institucionais, trazendo organização na prática, a fim de coibir uma violência generalizada que, muitas vezes, estende-se a pessoas que ali estarão unicamente para presenciar o espetáculo do futebol, em paz.

Isso tudo surgiu devido à próxima Copa do Mundo de 2018 na Rússia, onde milhares de russos prometerem um "festival de violência" durante o evento mediado pela FIFA. Seria a melhor forma para canalizar esse excesso de energia defende o Deputado Igor Lebedeve. Uma medida polêmica e controvérsia que vem ganhando a atenção da mídia mundial.

As regras seriam simples. Com 20 participantes de cada lado, desarmados, em um estádio, com plateia nas arquibancadas para quem aprecia essa prática que muitos não consideram esportivas.

Publicidade

O que todos não consideram condutas esportivas, é a prática de violência aos contornos do estádio, colocando pessoas inocentes num verdadeiro campo de batalha, onde a polícia tenta conter a violência, muitas vezes, utilizando da própria para reprimir e dispersar. Seria essa a solução para a agressividade desses torcedores direcionadas para um foco com propósito mais "pacífico", ou bons exemplos como da Inglaterra, Alemanha e Espanha de fizeram projetos semelhantes? Um fato não podemos negar: há de ter organização para todos apreciarem o espetáculo. #Russia