Um #Homem de 60 anos foi levado para o hospital, com um anel de metal preso no seu pênis. A família já teria tentado libertar o homem desse sofrimento, mas sem sucesso. Como se a vergonha já não fosse o bastante, ele teve ainda que ir para o hospital, onde os #Médicos finalmente conseguiram serrar o objeto que estava cortando a circulação sanguínea do homem. O homem vive na cidade de Hanzhong, na província de Shaanxi, no noroeste da China.

A família falou que o homem, um pensionário de 60 anos, sofre de perturbações mentais. Certo é que quando ele chegou no hospital, o cenário não era o mais favorável. Os médicos tiveram que cortar o anel com um moedor de ângulo, para cortar o aço, e foram forçados a chamar os bombeiros para pegar emprestado o seu equipamento.

Publicidade
Publicidade

O paciente sofreu um inchaço tão intenso em seu membro que os médicos não tiveram escolha senão pedirem material especializado emprestados, e tentarem esse procedimento arriscado. Um vídeo mostra imagens do bloco operatório, com o homem deitado em uma cadeira com as pernas abertas, enquanto um cirurgião usa um moedor de ângulo para cortar fora o anel, que seria demasiado grosso, para cortar com um simples alicate.

O procedimento arriscado foi em "último recurso" e fez várias faíscas dentro da sala, antes que o pênis do homem fosse finalmente libertado do anel após cerca de trinta minutos de um corte lento e paciente.

O médico Zhang Gang explicou sua preferência para o moedor de ângulo, dizendo: "O prepúcio do paciente estava mostrando um inchaço severo, estava roxo. Se tivéssemos esperado mais, teríamos que removê-lo completamente".

Publicidade

O homem está agora se recuperando em outro hospital, e ainda precisa de mais tratamentos, antes de receber alta. Os médicos não confirmaram, nem negaram se o paciente sofria de alguma doença mental, como a família havia sugerido. Alegadamente, o homem teria utilizado o anel de metal, como tentativa para obter algum prazer sexual. Porém, o ato correu mal, e o objeto ficou preso. Nem o homem, nem a sua família estão sendo identificados, mantendo sua privacidade, apesar da história ter viralizado. #Pênis