Uma garota de programa foi assassinada a golpes de faca na quarta-feira (8), na cidade de Accra, em Gana. A vítima foi identificada simplesmente como Tina, uma era nigeriana. O acusado de ter cometido o #Crime foi identificado pelas autoridades locais como Isaac Sackey, de 34 anos. Segundo o acusado, ele matou a jovem pelo fato dela ter roubado o seu dinheiro. A vítima foi esfaqueada pelo acusado na coxa e no estômago. Após cometer o crime, o suspeito se entregou para a polícia. O caso deixou moradores chocados devito à crueldade com a vítima.

Segundo informações da polícia local, o acusado tinha se aproximado da vítima e convidou a mesma para ir até a sua residência.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, o acusado teria concordado em pagar uma taxa para a vítima pelo programa antes de ir até a casa do acusado onde os mesmos passaram a noite. Conforme informações do Comando da Polícia Regional de Accra, segundo o suspeito, por volta das 2 horas da madrugada ele tinha deixado a vítima no quarto e tinha ido ao banheiro. Ao retornar para o quarto, ele viu a vítima mexendo em seus pertences, e percebeu que havia sumido cerca de R$ 82 reais de sua carteira.

De acordo com Sra. Effia Tenge, Oficial de Relações Públicas do Comando, a Superintendente Assistente da Polícia (ASP), relatou que o acusado disse para a mulher que ela havia lhe roubado, mas ela negou. “O suspeito vive em um quarto individual em alguma casa composta em Spintex. No decorrer do confronto, a mulher tirou uma faca de cozinha e ameaçou apunhalá-lo.

Publicidade

Mas o homem dominou a vítima e acidentalmente a esfaqueou depois que ele conseguiu tirar a faca da jovem”, disse a oficial Effia Tenge.

Effia Tenge disse que após ter assassinado a mulher, o sujeito trancou o quarto, em seguida foi até um Hospital Psiquiátrico relatar o que tinha acontecido. Em seguida, ele foi levado pelos seguranças do hospital até a delegacia da cidade. A polícia foi até a residência do homem, a vítima foi encontrada deitada em uma poça de sangue. Em seguida, o corpo foi recolhido e encaminhado para um necrotério da cidade, onde ficará à disposição dos familiares para o reconhecimento. Alguns vizinhos do sujeito alegaram que ele tinha um transtorno mental. O caso está sendo investigado. #Investigação Criminal #Casos de polícia