O caso do jovem que morreu e “ressuscitou” no momento de seu sepultamento foi um dos mais comentado no mundo nessa última semana. O indiano Kumar Marewad, de 17 anos, foi atacado por um cão feroz, que o mordeu diversas vezes e o deixou gravemente ferido. O adolescente foi levado para um hospital próximo de sua casa e foi internado imediatamente.

O caso aconteceu Managundi, no estado de Karnataka, na Índia, quando o jovem Marewad chegava a sua casa, que fica localizada em uma aldeia, e um cachorro do mato o atacou violentamente. O jovem foi internado em estado gravíssimo e dependia de aparelhos respiratórios para sobreviver.

Publicidade
Publicidade

Sua família insistia leva-lo para casa, alegando que se fosse para ele morrer, teria que ser dentro de casa próximo aos parentes e amigos. Mas os médicos afirmaram que se os aparelhos fossem removidos, Marewad não resistiria e morreria em seguida.

Mesmo sendo alertada pelos médicos a família decidiu retirar o jovem do hospital. Como era esperado pelos funcionários do hospital, após retirarem os aparelhos, o garoto perdeu seus sinais vitais.

Diante da situação, a família foi obrigada a levar o corpo diretamente para o local do sepultamento. Os pais de Marewad o vestiram, providenciaram um caixão e chamaram familiares e amigos para a cerimônia de despedida, pois na Índia as cerimônias de #Morte são uma tradição.

O que ninguém esperava é que, no caminho para o local do enterro, o rapaz considerado morto abriria os olhos e começaria a se mexer desesperadamente.

Publicidade

As cenas foram fortes. As pessoas ficaram assustadas e começaram a gritar que um milagre havia acontecido e outras choravam de emoção.

Os pais de Marewad o levaram rapidamente para o hospital, onde ele voltou a usar os aparelhos respiratórios e está em fase de recuperação.

Os médicos afirmaram que o adolescente sofreu uma infecção forte causada pela mordida do cachorro, mas não explicaram o motivo dos sinais vitais sumirem e horas depois voltarem. A mãe de Marewad afirmou que considera o caso como um milagre e prometeu seguir as orientações médicas para o bem de seu filho. #deus #Medicina