Rosie Reilly, jovem com 26 anos de idade, passou por uma situação considerada constrangedora quando tentou uma vaga de emprego na empresa ótica Boots. Ela notou que não seria elegível ao cargo de funcionária quando percebeu que a entrevista seria interrompida antes do momento comum em que as entrevistas são encerradas.

Destaca-se que a principal razão de terem finalizado a entrevista ocorreu devido ao fato da entrevistadora considerar que a moça não trajava roupas apropriadas, considerando que a aparência da jovem não estava em um nível conservador, assim afirmou quem realizou a entrevista.

Rosie ainda disse que gastou pelo menos uma hora arrumando o cabelo, fazendo maquiagem bem como escolhendo uma roupa que considerava ser apropriada e apresentável. Além disso também relatou que quando chegou ao local da entrevista, levaram ela para uma sala onde a entrevistadora fez perguntas gerais e abrangentes, como por exemplo, o que a jovem fazia no momento.

Consta que o período médio para a realização da entrevista seria em torno de uma hora, todavia, devido aos contratempos ocorridos, durou menos de dez minutos.

Logo após realizar algumas anotações, a jovem entrevistada afirmou que a entrevistadora disse que haveria um segundo momento para a entrevista, que deveria ser realizada em um andar da loja, entretanto devido às roupas de Rosie, a entrevistadora falou que ela não poderia prosseguir para a outra fase, haja vista que não portava roupas consideradas conservadoras para comparecer até a loja.

Assim, sugeriu para a moça que fizessem a segunda parte da entrevista em um momento posterior, no qual a jovem vestiria roupas que fossem consideradas apropriadas pela entrevistadora.

Rosie contou por meio de rede social que saiu arrasada da empresa em que pleiteou vaga de #Emprego, falou que quando estava dentro de um ônibus indo até a casa da namorada dela começou a se sentir impactada pelo fato e caiu em lágrimas. Sendo assim, usou a mídia social com a finalidade de denunciar o abuso pelo qual passou.

Verifica-se que a história da moça foi compartilhada e divulgada por várias pessoas da internet que se sensibilizaram com o fato. #Mundo