De acordo com o site NBC4i, o ex-casal da cidade de Clovis (#EUA) formado por Monica Mares, de 37 anos de idade, e Caleb Peterson, de 20 anos – mãe e filho biológicos –, se declarou culpado de uma acusação de relação incestuosa perante a Justiça americana.

O julgamento começou na última quarta-feira (15), e ambos os envolvidos na relação sexual imprópria aceitaram os acordos de culpa estabelecidos pelo juiz distrital Drew D. Tatum, da corte do Novo México – estado onde o improvável casal reside. Agora, mãe e filho estão proibidos de manter qualquer tipo de contato, e terão que passar um total de três anos sob liberdade condicional, sendo que a primeira metade deste período (um ano e meio) será supervisionada pelas autoridades americanas.

Publicidade
Publicidade

Segundo a NBC4i, a promotora Andrea Reeb foi a pessoa responsável pelo processo envolvendo Monica Mares e Caleb Peterson. Durante o julgamento, Andrea explicou ao tribunal que acreditava que a liberdade condicional seria a solução mais apropriada para o caso, uma vez que ambos os acusados não possuíam antecedentes criminais, acrescentando ainda que "colocá-los na prisão não iria resolver nada". Além disso, a promotora também afirmou que nesta situação, um tratamento psicológico seria mais importante do que a punição criminal.

Como a relação amorosa entre mãe e filho começou

Monica Mares possui nove filhos, e quando tinha apenas 16 anos de idade, deu à luz a Caleb, que foi entregue para adoção. A dupla ficou sem manter contato até o ano de 2015, quando acabou se reencontrando através do Facebook.

Publicidade

No Natal daquele mesmo ano, Caleb, então com 18 anos, foi morar com Monica, que ainda cuidava de dois filhos pequenos, Joseph e Uriah. No início, a relação entre os dois era totalmente comum, mas após algumas semanas de convívio, o relacionamento passou a ser sexual.

A polícia só descobriu o caso em fevereiro de 2016, após receber uma denúncia feita por um vizinho do casal. Monica e Caleb foram presos, mas foram libertados após pagarem uma fiança de US$ 5 mil.

A relação incestuosa ganhou repercussão mundial no mês agosto do ano passado, e mãe e filho aproveitaram a exposição para afirmar que estavam "loucamente apaixonados" um pelo outro, alegando ainda que iriam lutar para manter a relação amorosa. #Crime #Casos de polícia