O caso foi registrado na Nicarágua no último dia 15 de fevereiro, quando a vítima de 25 anos, identificada como Vilma Trujillo, acabou sendo atirada ao fogo durante um ritual de cura praticado por evangélicos da igreja Assembleia de Deus, da cidade de El Cortezal. Infelizmente, Vilma acabou falecendo na última terça-feira (28), vítima de queimaduras de primeiro e segundo graus. Segundo informações da imprensa local, os evangélicos começaram a suspeitar de que Vilma estivesse possuída por um espírito maligno.

A Polícia Nacional da Nicarágua está investigando o caso e deverá indiciar os responsáveis pelo assassinato de Vilma.

Publicidade
Publicidade

Em depoimento a Polícia, os envolvidos no crime disseram que Vilma teria sido levada para participar de um culto na igreja evangélica Assembleia de Deus Visão Celestial, onde receberia uma oração de cura.

No mesmo dia, a mulher teve suas mãos amarradas pelo pastor Juan Gregório, uma semana depois, a diaconista Esneyda del Socorro Orozco, alegou ter recebido uma ''mensagem divina'', que disse para ela ascender uma fogueira no pátio da igreja para curar a mulher através do fogo. Na ocasião, a jovem teria sido atirada ao fogo com mãos e pés amarrados. De acordo com testemunhas, ela sofreu queimaduras em mais de 80% do corpo. A mulher chegou a ser socorrida e levada para um hospital na cidade de Manágua onde acabou falecendo.

O marido Reynaldo Peralta, afirma que viu sua companheira ser levada a força por evangélicos que acusavam a mulher de estar possuída e tentando agredir os moradores locais com um facão.

Publicidade

Acreditando que a esposa receberia uma oração de cura, Reynaldo deixou que levassem sua companheira sem imaginar que ela nunca mais retornaria para casa.

Cumprindo mandatos de busca e apreensão, a Polícia da Nicarágua já deteve cinco evangélicos de praticar o crime. Além do pastor Rocha, foram presos Esneyda del Socorro Orozco e outras três pessoas, dois homens e uma mulher, todos acusados de jogar o corpo de Vilma ao fogo.

Pablo Cuevas, representante dos direitos humanos da Nicarágua, pede para que o governo do país fiscalize com mais frequência as entidades religiosas. Nos últimos anos, o país registra a ascensão das igrejas evangélicas, que juntas apresentam um percentual de crescimento em 40%, já próximo dos 50% da população denominada católica. #Evangelho #Religião #Casos de polícia