Em qualquer circunstância duas pessoas brigando verbalmente ou fisicamente é algo lamentável. O que dizer quando uma pessoa se atraca com outra na frente do próprio filho, menor de idade? Que tipo de mensagem o pequeno carregará para a vida adulta?

As questões viraram tema de discussão em um post que tem circulado nas redes sociais. Nele um vídeo mostra duas mulheres se batendo em um corredor de supermercado.

Pelo idioma que pode ser ouvido no conteúdo, as cenas lamentáveis aconteceram em algum país de língua inglesa.

O vídeo começa mostrando uma mulher tentando imobilizar um outra. A que leva a pior está no chão e a outra por cima, agarrando-a no pescoço.

Publicidade
Publicidade

Diante das duas está um menino que não deve ter mais do que 6 anos. O garoto, vestido com a camiseta do Batman, fica desesperado e faz menção de tentar atingir a adversária de sua mãe.

A moça de cabelos mais claros que estava em posição desfavorável consegue se erguer e se desvencilhar da adversária. Elas continuam se batendo até esbarrarem na prateleira e derrubarem vários produtos.

O menino se afasta para não ser atingido e grita pela mãe. Elas caem no chão e recomeçam a pancadaria. O homem que filma fala algumas palavras, mas segue impassível na missão de apenas registrar tudo de longe, em vez de interferir e tentar fazer a briga cessar.

Novamente a mulher loira fica por baixo da outra agressora e nesse o momento o filho tem a ideia de pegar o que parece ser um xampu para usar como arma e golpear a mulher que está agredindo sua mãe.

Publicidade

Ele acaba não dando o golpe, talvez por medo de atingir a mãe engalfinhada com a outra consumidora. Nesse momento do vídeo alguém diz “não”, pedindo para o menino não se envolver. É possível ver que há mais espectadores imóveis. Uma mulher é enquadrada apenas olhando a briga.

Quando o vídeo termina, as duas ainda estão atracadas, o que mostra que a confusão demorou para acabar. Claro que não houve vencedoras nesse confronto reprovável. Mas uma coisa é certa: quem sofreu mais foi a criança, que muito cedo teve um mau exemplo de conduta para a vida adulta.

#Crime #Casos de polícia