Uma mulher acabou atrás das grades nos Estados Unidos, após largar a filha propositalmente em um supermercado.

A prisão da mãe ocorreu depois que imagens de segurança de um estabelecimento comprovarem, com uma sequência de cenas, que houve mesmo intenção de abandono de incapaz.

Chiengkham Vilaysane, conhecida como Cindy pelos mais próximos, perdeu a guarda da menor de apenas dois anos. Tudo aconteceu no último dia 12, em um supermercado localizado na cidade de Riverdale, estado da Califórnia.

Naquele domingo, Cindy aparece entrando na loja e se distanciando da pequena, que tentava acompanhar os passos da mãe. Depois, a acusada aparece pagando as compras no caixa, mas já está sem a menina.

Publicidade
Publicidade

Ela vai embora sem olhar para trás, sabendo que estava deixando a bebê.

Conforme noticiou o canal de TV local KTLA, a menor foi encontrada vagando sozinha no supermercado. Detalhe: quando ela foi vista, já estava há cerca de cinco horas perambulando. Pelo menos é o que foi concluído pelos funcionários do estabelecimento, após a análise de todas as imagens captadas em vários pontos de monitoramento.

Depois, com o avanço das investigações, a polícia ficou sabendo que a mãe teria falado para um outro consumidor que tentou avisá-la da menina perdida: "deixe ela em paz".

A autoridade que está à frente do caso é o detetive Paul Miranda. Em entrevista à imprensa local ele explicou que a menina está bem e com boa saúde. Ela está sendo cuidada pelas autoridades competentes e não parece abalada emocionalmente com a separação da mãe.

Publicidade

De acordo com informações do tabloide ‘Mail Online’, a mulher ainda se encontra detida, acusada negligência e abandono de incapaz. Para as autoridades ela expôs a criança a perigos. Outra informação que foi averiguada é a possibilidade de ela estar sobre a influência de entorpecentes.

Posteriormente, parentes da jovem disseram que o comportamento de Cindy pode ter sido ocasionado por uma combinação de transtornos mentais e drogas.

O pai da criança disse que ela é uma boa mãe e relatou ter ficado chocado ao assistir o vídeo.

#Crime #Investigação Criminal