A americana #Ginger Spouse virou notícia em todo o mundo por uma boa ação. Moradora da cidade de Clear Lake, no estado do Texas, nos Estados Unidos, ela decidiu mudar a vida de um homem, Victor Hubbard. Quando Ginger conheceu Victor ele era um simples mendigo, portador de uma deficiência mental. Hoje está empregado e já com rumos para trilhar um caminho próprio, sem necessitar de ajuda. Para isso, no entanto, Ginger e Victor passaram por momentos emocionantes, até que ele recebesse o tratamento mais adequado.

A história foi compartilhada aqui no Brasil nesta sexta-feira (31). De acordo com a americana, ela via sempre um morador de rua parado na mesma esquina todos os dias.

Publicidade
Publicidade

Não importava se estava fazendo sol ou chuva.

Durante três longos anos, ela fazia o mesmo caminho e o rapaz estava no mesmo local, até que a mulher decidiu parar e conversar com ele, a fim de saber o porquê dele sempre estar ali. A mulher, ao retornar para casa, ficou com aquela conversa na cabeça. Ela percebeu que Victor tinha uma doença e ficou comovida ao descobrir também que a mãe o abandonou na rua e desde então ele ainda esperava que ela voltasse.

Como não tinha tratamento médico, nem outro lugar para viver, o rapaz ficava ali, à espera da mãe que o abandonou. Consternada, Ginger passou a visitar o rapaz todos os dias e criou uma página chamada This is Victor no Facebook para contar a história dele

No local, ela começou a contar tudo o que acontecia. Primeiro, ela passou a apenas conversar com ele, depois a dar-lhe comida, e, mais tarde, acabou levando o mendigo para sua própria casa, onde vive com o marido.

Publicidade

O esposo de Ginger disse que o homem poderia ficar ali por quanto tempo quisesse.

Mas a americana quis ainda mais. A fim de dar independência para aquele homem, ela o contratou para sua escola de gastronomia. Ele ainda passou por tratamentos médicos que o ajudaram, por exemplo, a passar a enxergar melhor. Ginger tenta arrecadar fundos para que o rapaz possa ter sua casa e viver sozinho.

E você leitor, essa é ou não uma história para fazer qualquer um chorar? Deixe seu comentário. #Victor Hubbar #Moradores de Rua