Yenny Aude, uma funcionária de uma ONG, que apoia mulheres latino-americanas no Reino Unido, está fazendo um relato chocante sobre alguns dos casos que tem acompanhado, desde que está no país. Em especial, ela relembra o caso de uma colombiana, de 26 anos, que foi traficada para a Europa, para se prostituir, e que foi até estuprada, enquanto estava parindo. O caso teria acontecido em 2010, mas serve de exemplo para o inferno que muitas mulheres latinas estão vivendo, depois de serem traficadas, de acordo com o investigação publicada pela BBC.

Publicidade

Mais do que os estupros, Aude lamenta as torturas que estas jovens mulheres estão passando.

Publicidade

O #tráfico humano é, cada vez mais, uma realidade chocante. Várias meninas são aliciadas com bons empregos, fora do país, e aceitam sem nem pensar duas vezes. Quando chegam no estrangeiro, se deparam com uma mentira cruel. Quem as levou, não quer ajudar, mas sim se aproveitar delas, forçando-as a se prostituirem, e sendo ainda torturadas.

Colombiana violada enquanto estava parindo

Quando Yenny foi chamada pela polícia, lhe falaram que uma jovem, que poderia estar falando português, havia sido encontrada em condições miseráveis. A jovem acabou sofrendo um aborto, enquanto estava em trabalho de #parto, e mesmo assim foi estuprada.

Publicidade

Quando chegaram, viram a jovem, de 26 anos, pendurada, cheia de sangue e muito mal. Afinal, era colombiana e estava falando espanhol. Foi levada para um abrigo, onde acabou contando sua história, de como foi enganada. A jovem havia sido convidada para ir trabalhar para a Espanha, e foi desviada para se tornar escrava de sexo, no Reino Unido.

Jovem revela torturas sofridas

Uma outra jovem latina contou para a BBC como aconteceu com ela. Uma prima a convidou para ir trabalhar com ela, para Londres. Quando chegou, a prima revelou a verdade, dizendo que tinha gasto muito dinheiro com a sua viagem e que agora teria que pagar tudo. Na casa, já estavam outras raparigas da América latina, que também eram traficadas.

O esquema seria sempre o mesmo: a promessa de um bom emprego na Europa e quando chegam, sem documentos, nem dinheiro, ficam trancadas, onde são abusadas sexualmente e torturadas, em troca de dinheiro para os traficantes.

A investigação veio provar que são mais de oito mil as mulheres que estariam traficadas no Reino Unido, desde 2014. Números chocantes, de uma realidade cruel, que Yenny Aude tenta ajudar a libertar, mas também a consciencializar, para que as meninas não se iludam com estes esquemas. #Estupro