Enock Mweene virou manchete de diversos portais de notícias da África, como o 'Nigeria Today'. Ele foi visto estuprando uma das filhas recentemente na cidade de Magoye, na Zâmbia, país que fica na parte ocidental do continente africano. O caso foi descoberto pela mãe da menor e esposa de Enock. Ela decidiu voltar mais cedo para casa e, ao chegar na residência, flagrou os dois transando no quarto. Mweene, segundo informações do 'Nigeria Today', é pai de sete filhos, sendo que três são mulheres. Os abusos sexuais seriam realizados contra as três garotas e o motivo seria um suposto dever que ele teria como pai.

Enock Mweene estuprava as filhas há dois anos.

Publicidade
Publicidade

No momento que ele decidiu levar uma das garotas para cama, a mulher havia saído de casa. Era sempre a rotina que ele tomava, acreditando que nunca seria pego. No entanto, em determinado dia, a mãe retornou para o aconchego do lar e flagrou a cena dantesca. O estupro do pai contra a própria filha foi noticiado nesta sexta-feira, 17. A mãe da garota ficou completamente fora de si, após ter visto a cena que, certamente, não deve sair de sua cabeça. Rapidamente, ela decidiu chamar os vizinhos, que puderam comprovar que o morador realmente realizava o ato de extrema crueldade com pelo menos uma das três filhas.

O homem, questionado pelos moradores, confessou que realmente fazia sexo com a garota, mas que não via isso como abuso. Enock Mweene relatou que não só tinha relação sexual com as suas filhas, mas também com as suas sobrinhas quando as mesmas iam lhe visitar na sua casa.

Publicidade

Os abusos contra as sobrinhas também aconteceriam há pelo menos dois anos. Ambos estupros começaram no mesmo período.

O africano foi então perguntado porque fazia isso. Ele respondeu que toda mulher precisa dar prazer ao marido, por isso, ele decidiu ensinar à sua filha às suas obrigações como mulher no casamento, ou seja, ele quis ensiná-la a maneira correta de fazer sexo com o futuro marido, a fim de manter um união duradoura. Até a publicação do caso, o homem continuava solto. Não há informações das autoridades locais, que revelem se haverá ou não uma investigação do caso. O que esse 'pai' merece? Deixe seu comentário. #Crime #Investigação Criminal