Estupros são muito comuns no Brasil e no mundo. Infelizmente, esse tipo de #Crime ocorre até mesmo contra os pobres animais. Nesse caso, o estupro ganha um novo nome, a zoofilia. O tabloide inglês 'Daily Mail' publicou uma reportagem que conta a história de uma galinha e de seu abusador. O animal não teve o nome identificado, mas em determinado dia acabou sofrendo um abuso sexual.

O crime ocorreu no Quênia, país da África, e ganhou a atenção da mídia internacional. O estuprador do animal foi identificado como Kevin Simiyi, de 18 anos. O rapaz é muito solitário e acabou construindo uma amizade com o bicho de penas, que acabara de conhecer.

Publicidade
Publicidade

Em depoimento dado a investigadores, ele confessou que realmente transou com a ave, que, infelizmente, acabou não sobrevivendo ao ato sexual com Kevin. A dona da galinha, que é proprietária de um pequeno sítio na região, estava fazendo uma averiguação de sua unidade, quando viu a cena perversa. Enquanto a galinha cacarejava, Kevin realizada o crime de zoofilia.

Judith Nasimiyu, dona da galinha, não perdoou o que viu. Ela entrou em contato com a polícia. Os investigadores, quando chegaram no sítio de Judith, já encontraram o animal sem vida. Nessa semana, o castigo de Kevin apareceu. O estuprador foi condenado a quinze meses de cadeia.

O assunto gerou muita indignação na região. Judith revela que não se esquece do que viu e que, felizmente, nesse caso, a polícia apareceu. Ainda no dia da prisão, Kevin chegou a conversar com um delegado da cidade onde tudo ocorreu.

Publicidade

O rapaz contou que era muito solitário e que não conseguia uma namorada. Ele ainda revelou que as mulheres zombavam dele por não ter dinheiro e por ser pobre.

A mesma história acabou sendo contada no tribunal. Arrependido, Kevin disse que lamentava por ter matado a galinha e confessou que ele realmente fez sexo com o animal falecido.

O homem preso ainda disse que tinha medo de que as mulheres o rejeitassem novamente pelo seu alto nível de pobreza. O cadáver da ave morta chegou a passar por uma perícia, que constatou que a galinha foi mesmo estuprada. O juiz Stephen Mogute foi quem teve a missão de condenar o rapaz solitário, que agora na cadeia terá a companhia de outros presos.