No Brasil, é difundida a ideia de que os russos são os mais 'durões' do mundo, e isso está sendo reforçado nessa discussão. Um membro do parlamento russo teve uma ideia peculiar para resolver os problemas de brigas nos estádios de futebol, durante a próxima Copa do Mundo que será sediada na Rússia.

A ideia é legalizar as brigas, transformando-as num esporte. Seriam separados dois grupos de torcedores, com 20 pessoas de cada lado, e a pancadaria rolaria numa arena. O evento seria organizado para diminuir os danos causados entre os participantes e ainda evitaria que a briga ocorresse no meio dos torcedores, onde terão diversos turistas estrangeiros.

Publicidade
Publicidade

A Rússia tem um problema grave de brigas em estádios. Os grupos organizados combinam as brigas nas redes sociais, para acontecerem dentro das arquibancadas e nos arredores dos estádios. Embora já ocorreram casos em que foi marcadas em acampamentos rurais, longe da interferência da polícia.

Um caso atual foi na EuroCopa 2016, quando os torcedores russos protagonizaram diversos encontros sangrentos com torcedores ingleses.

Numa ocasião, russos embriagados criaram confusão com ingleses num bar em frente a uma estação ferroviária de em Lille, na França. No meio da confusão, foram lançadas garrafas, cadeiras e mesas. A situação só terminou com a chegada dos policiais franceses.

O comitê Disciplinar da #UEFA chegou a anunciar que a Rússia seria desqualificada do torneio, caso situações como essa se repetissem.

Publicidade

Porém, a ameaça não foi suficiente. Os russos voltaram a assolar os estádios com violência.

Nessa ocasião, a UEFA multou a Federação da Rússia em 150 mil euros. Por causa das brigas e dos xingamentos com teor racista.

Tal situação mudou a rotina da cidade, pois os bares começaram a fechar cedo, e as pessoas ficaram com receio de sair na rua durante a competição, pois estavam ocorrendo vários encontros entre os hooligans ingleses e os russos.

Os parlamentares russos estudam outras formas de amenizar esse problema das brigas, pois isso pode afetar o turismo no maior torneio de futebol do mundo. #Russia #CopadoMundo2018