Jamie Snider já havia lutado contra um câncer no passado e teve até que retirar um ovário. Também por isso, e por toda sua batalha, ela ficou muito contente quando descobriu que estava grávida de gêmeos. Porém, o câncer voltou durante essa gravidez e ela teve que fazer tratamentos intensivos e terapias contra a doença, enquanto os meninos iam se desenvolvendo. No entanto, a luta terminou da forma mais injusta, com a californiana Jamie a morrer um dia depois de ver nascer os seus "dois pequenos milagres".

A mulher, de 30 anos, completou as 33 semanas de gestação, no dia 16 de março, quando deu entrada no hospital, na Califórnia, para ter um parto de cesárea, sabendo já que teria que fazer uma histerectomia, assim que os meninos nascessem, ou seja, a remoção total do seu útero.

Publicidade
Publicidade

Os médicos acreditavam que esse procedimento iria salvar sua vida. Porém, depois das duas cirurgias, Jamie morreu no dia seguinte, por insuficiência cardíaca congênita.

Larina Campanile, amiga de Jamie, contou como ela estava esperançosa, com este final de gravidez, acreditando que tudo iria mudar para melhor, após o nascimento dos bebês. Alegadamente, Jamie teria colocado um post no Facebook, onde disse: "Amanhã será um grande dia. Deus fique do meu lado o tempo todo. Me desejem sorte", pediu Jamie, avisando que iria fazer uma cesariana e, em seguida, uma histerectomia radial. "Eu vou ficar bem. Obrigado, Deus, por me manter positiva em todos os momentos difíceis", completou a mulher.

Jamie deixou suas duas filhas, Aubrey e Maddie, e seus gêmeos recém-nascidos, Camila e Nico. Os gêmeos, embora tenham nascido prematuramente, estão sendo considerados "saudáveis, vibrantes e estáveis", de acordo com o jornal Mirror.

Publicidade

Família e amigos estão agora fazendo diferentes campanhas, de angariação de fundos, tanto para o pagamento das cerimônias de Jamie, como para ajuda com as despesas das crianças, que vão ficar com familiares.

"A família passou por tantas coisas já e a próxima jornada trará novos desafios. Estaríamos eternamente gratos por quaisquer doações para ajudar a família Coigny. Por favor, ajude-nos a espalhar a palavra e mostrar-lhes o amor e o apoio de que precisam", pode ler-se em uma das páginas GoFundMe criadas para ajudar a família de Jamie. #bebes #cancer #mãe