Um vídeo que está circulando nas redes sociais mostra cenas perturbadoras de #Violência infantil. Uma bebê recebe várias agressões em o que parece ser uma creche ou escolinha de Educação Infantil.

Na instituição crianças maiores ficam misturadas com menores, o que não é pedagogicamente correto. Mas o problema está longe de ser meramente uma questão educacional. O que se vê nas imagens é uma sequência de socos e mordidas que a bebê em um andador é submetida. O agressor é um menino de cerca de 8 ou 9 anos.

As imagens parecem ter sido gravadas em uma escola americana, há cinco anos. No visor da câmera de segurança estão as informações de data e horário: 16 de julho de 2012, às 17h45.

Publicidade
Publicidade

Primeiramente, o enquadramento mostra o menino dando um forte soco na cara da bebê. Ela chora muito e ele faz pose de inocente e tenta agir como se nada tivesse acontecido para não levantar suspeitas.

Uma funcionária chega para ver o que está acontecendo e limpa o rosto da bebê sem ter a noção do que acabara de se suceder.

O agressor sai de perto e quando retorna para perto a vítima ela começa a chorar de novo, pois já aprendeu a reconhecer seu algoz. Ele olha para os lados para se certificar que ninguém está olhando e se inclina para morder a orelha da garotinha, que volta a chorar bastante. Na sequência recebe outro murro e chora mais.

O vídeo mostra ainda o garoto dando um beliscão na bochecha da menina. Depois ele agarra-lhe os cabelos e puxa até inclinar a cabecinha.

Tudo isso acontece sem qualquer vigilância adulta.

Publicidade

Tempos depois, ele escolhe outra vítima. Pega uma criança menor no colo e faz o mesmo. Com o braço bate na face, aproveitando que o único adulto na sala está de costas. Depois dá vários tapas rapidamente antes de largar a criança no chão.

É impressionante a forma dissimulada com que ele age. De repente, simula que está brincando de pular e, ao cair no chão, dá um empurrão com as pernas em uma outra criança que está próxima. Isso, claro, aproveitando que a funcionária está olhando para outro lado. Depois ele levanta a bebê e chuta com grande violência suas costas.

A sessão de pancadaria mostra o quanto os pais precisam ficar atentos ao local onde os filhos são deixados. Existem escolinhas e existem depósitos de crianças.