Em uma sequência de cenas impressionantes, paraquedistas conseguem se safar da morte após uma colisão de aeronaves nos Estados Unidos.

As imagens do #Acidente, ocorrido em 2013, voltaram a circular nas redes sociais e a fazer muitos internautas que não tinham conhecimento do ocorrido prenderem a respiração.

Publicidade

No vídeo, gravado a partir de uma câmera acoplada à cabeça de um dos paraquedistas, é possível ver que no momento em que alguns deles se preparavam para saltar um outro avião se aproximou e de repente e bateu na aeronave que eles estavam..

Publicidade

Os atletas foram lançados do veículo de forma brusca. Um deles chegou a ficar pendurado em uma parte do avião, mas acabou se desgarrando com o desgoverno da aeronave.

As imagens impressionantes ainda mostraram os paraquedistas em queda livre e também uma bola de fogo formada após a explosão de uma das aeronaves. Um dos aviões perdeu a asa e iniciou queda livre.

Todos os atletas e também os pilotos conseguiram chegar em solo com vida. Foram 11 no total. Apenas o piloto do avião que caiu ficou ferido, mas sem muita gravidade. Os ferimentos ocorreram na hora de ele escapar por uma rampa e também no momento em que abriu seu paraquedas de emergência.

O outro piloto, apesar de também estar conduzindo um avião prejudicado pela colisão, conseguiu o inacreditável. Depois de ficar de cabeça para baixo recuperou o controle do avião e fez um pouso forçado. A aterrisagem foi arriscada, mas sem intercorrências. Todo o grupo depois deu diversas entrevistas à imprensa americana e foram unânimes em afirmar que tiveram muita sorte de escapar do pior.

O salto era para ser mais um das centenas de saltos tradicionais que a equipe já fez no Estado de Wisconsin, nos Estados Unidos.

Publicidade

Já no ar, os cinco paraquedistas que estavam no avião de cima se juntariam aos quatro no avião mais abaixo. Porém, algo deu errado na aproximação das aeronaves e aconteceu a batida. Na época foi esclarecido que houve um erro de cálculo de um dos pilotos na manobra.

Todos os envolvidos são paraquedistas experientes, e tinham mais de 200 saltos na época.