Um escândalo sexual tomou conta dos noticiários do Reino Unido. Um médico está sendo acusado de abuso sexual por quatro #mulheres. Mohamed Amrani, de 53 anos, é um médico conceituado em sua área de atuação. Ele é um dos melhores cirurgiões cardiovasculares do país e, por isso, o caso abalou a sociedade médica e a população do Reino Unido.

Em um dos casos, a vítima era mãe de uma paciente do cirurgião. O médico a forçou a ter relações sexuais e teria alegado que tinha salvado a vida do filho dela e, por isso, ela estava lhe devendo. Outra vítima relatou, durante o julgamento, que o cirurgião mal teria terminado o procedimento cirúrgico com o filho e nem tirou o avental usado para realizar a cirurgia e já foi tentando forçar um beijo.

Publicidade
Publicidade

Ainda, segundo a vítima, o médico teria dito que iria f**** e depois de deixá-la nua praticou o ato sexual. Esse episódio teria acontecido em Londres, dentro de sua sala de atendimento no Hospital Harefield.

Depois de sofrer o abuso, a mulher se sentiu constrangida de fazer a denúncia contra o médico, já que a esposa dele também trabalha no mesmo hospital, além do fato do cirurgião ser detentor de um cargo de alto escalão dentro na unidade.

Denúncia

A denúncia contra o médico Mohamed somente aconteceu em 2015, após ele fazer mais uma vítima. Ele assediou uma paciente dentro de um hospital particular e essa não deixou barato e fez a denúncia à polícia.

O cirurgião foi acusado de cometer #Estupro, abuso por penetração, seis atentados ao pudor e três acusações de assédio sexual. E apesar de todas as acusações, o cirurgião afirma ser inocente e que tudo não passa de invenção dessas mulheres.

Publicidade

Casos semelhantes

No Brasil, um caso de assédio sexual envolvendo um médico muito famoso também deixou a população chocada. Roger Abdelmassih era conhecido principalmente por tratar das celebridades do país.

O ex-médico era especialista em reprodução humana e muitas famosas que tinha dificuldade para engravidar recorriam a ele. No entanto, várias denúncias de abuso sexual e atentado ao pudor contra ele começaram a acontecer no ano de 2008. Desde então, as atrocidades cometidas pelo médico começaram a aparecer. Segundo investigação do Ministério Público, Abdelmassih cometeu mais de 39 estupros. No total, as vítimas acusaram o médico de ter cometido 56 estupros.

Além dos abusos sexuais, Roger Abdelmassih respondeu pelos crimes de manipulação genética e sonegação fiscal. #Casos de polícia