Dez estudantes do ensino médio enfrentam acusações de assédio sexual, após as vítimas denunciarem atos de extrema violência, como parte de rituais de "inicialização" nas equipes esportivas da La Vernia High School, instituição de ensino da pequena cidade de La Vernia, no Texas. As prisões dos suspeitos tiveram início na segunda-feira, 27 de março.

Segundo a polícia, 10 vítimas se apresentaram até o momento, mas é provável que muitas outras apareçam para depor contra os jovens, entre os quais estão jogadores de basquete, beisebol, futebol, futebol americano e corredores, todos do programa de esportes da escola municipal.

Desde o começo das investigações, a polícia identificou pelo menos 25 vítimas, que sofreram abusos indescritíveis nos vestiários e alojamentos da instituição.

Publicidade
Publicidade

Os atletas mais velhos seguravam os mais novos e introduziam objetos diversos no ânus desses garotos, como tacos de beisebol, garrafas de Coca-Cola, latas de desodorante, canos de ferro, entre outros. Investigadores acreditam que isso esteja ocorrendo repetidamente há pelo menos 3 anos.

Os primeiros indivíduos apreendidos foram Robert Olivarez Jr., Alejandro Ibarra, ambos de 17 anos, e Dustin Norman, de 18. Eles teriam segurado um garoto de 16 anos de idade e introduzido a mangueira de um tanque de gás carbônico em seu reto. Para os atletas, era apenas um "trote".

Entre os acusados, 7 menores de idade foram levados em custódia na quinta-feira e liberados sob a responsabilidade de seus pais. Há ainda 3 maiores de idade, registrados na cadeia de Wilson County, que enfrentarão acusação de #Assédio sexual a uma criança.

Publicidade

Apesar do trauma, muitos estudantes decidem não denunciar seus algozes por medo de serem considerados traidores e também pela vergonha de ter sofrido um estupro, como se o ato diminuísse a percepção de sua masculinidade. Na cidade, de apenas 1.400 habitantes, muitos têm se colocado do lado dos acusados, principalmente atletas, dizendo que eles não fizeram nada de muito extremo.

Na medida em que as investigações avançam, a polícia prefere não tornar os detalhes públicos, uma vez que os acusados ainda são alunos da escola de La Vernia.

A cultura do #Trote está presente na maior parte das equipes esportivas de escolas e universidades norte-americanas, mas a extremidade dos atos revela o quanto esse tipo de "brincadeira" pode passar dos limites sem que os algozes sofram as devidas punições, devido ao medo e à vergonha das vítimas de tornar pública a violência sofrida. #Estados Unidos