Em uma entrevista sábado (29) ao canal de televisão americano CBS News, o presidente americano #Donald Trump afirmou que caso a Coreia do Norte faça um sexto teste nuclear, os Estados Unidos poderão responder duramente. Na entrevista, Trump não especificou se a resposta será ou não militar, no entanto, ele deixou claro que a paciência da maior potência mundial está se esgotando, perante a insistência das provocações da parte do regime de Kim Jong-Un.

Donald Trump falou ao canal CBS News e quando lhe perguntaram sobre o que poderá acontecer caso a #Coreia do Norte faça mais um ensaio nuclear, a sua resposta foi simplesmente “Eu não ficarei feliz”.

Publicidade
Publicidade

Depois, o jornalista John Dickerson perguntou se a resposta dos americanos poderia ser um ataque militar, mas o presidente americano não se alongou e simplesmente disse “Não sei”.

Esta entrevista de Donald Trump surge apenas um dia depois da Coreia do Norte ter feito um teste nuclear que falhou. O teste é considerado pelas Nações Unidas como uma ação ilegal e voltou a colocar os olhos de vários países, como os Estados Unidos, a China e o Japão, no regime de Kim Jong-Un.

Depois do teste que falhou, muitos países temeram que a Coreia do Norte fizesse um novo teste nuclear, porém isso não aconteceu e as forças armadas do país limitaram-se a fazer exercícios de fogo real, que foram considerados como sendo muito menos intimidatórios do que os testes com mísseis nucleares.

Em tom de aviso, Trump disse ainda que no caso de um novo teste, não seria ele o único a ficar zangado com a situação.

Publicidade

O presidente americano acabou por dizer que também o Presidente da China Xi Jinping, não ficaria satisfeito no caso de mais uma tentativa nuclear da Coreia do Norte.

O chefe supremo dos #EUA revelou que está trabalhando com o governo chinês de forma a terminar com a tensão militar que se vive naquela zona do mundo. Trump disse mesmo que gosta e respeita o presidente Xi Jinping e que acredita que, com a sua ajuda e com a pressão que estão exercendo para com a Coreia do Norte, a situação vai melhorar.

Desde que o presidente Donald Trump subiu ao poder do governo americano, este foi o segundo teste nuclear fracassado feito pelo regime de Kim Jong-Un. Entretanto, são esperadas novas manobras por parte do exército da Coreia do Norte que é vigiado, cada vez mais de perto, pela marinha americana.

O que você acha sobre a situação na Coreia do Norte? Será que a China está mesmo interessada em acabar com a situação na região?