O Brasil não ficou alheio aos últimos acontecimentos envolvendo a #síria. Após o ataque norte-americano em direção a uma base militar do exército sírio, nesta quinta-feira, o Ministério das Relações Exteriores soltou nota oficial nesta sexta admitindo estar preocupado com a "escalada do conflito militar na Síria".

Na interpretação do governo dos #EUA, o exército sírio, protegido pelo presidente local Bashar al-Assad, promoveu um ataque com armas químicas contra civis na última terça-feira, utilizando gás sarin, que gerou diversas mortes entre mulheres, homens, idosos e crianças. O governo sírio nega que tenha partido do seu exército esse ataque.

Publicidade
Publicidade

"A solução para esse conflito na Síria pede diálogo e plena compreensão do direito internacional. Renovamos o nosso apoio às tratativas conduzidas pelas Nações Unidas com base nas determinações do Conselho de Segurança", diz trecho do comunicado do Itamaraty.

Na mesma nota, o governo brasileiro informa que nenhum cidadão do país foi vítima do ataque norte-americano à Síria na última quinta-feira. Por meio de navios posicionados no Mediterrâneo, os EUA enviaram 59 mísseis Tonahawk contra a base aérea síria, destruindo depósitos, armas, aviões e combustíveis.