Um cão foi um herói em um #Casamento na África, quando salvou os convidados depois que um terrorista tentou detonar os seus explosivos. Os participantes da cerimônia viveram momentos de pânico, mas felizmente tudo acabou em bem para os convidados. A sorte de todos foi que um cachorro da raça pastor alemão interrompeu heroicamente o atentado suicida. O animal pertence a um convidado do casamento, que ocorre na cidade de Belbelo, na Nigéria. Infelizmente, o cachorro não sobreviveu.

De acordo com o jornal britânico Mirror, o homem-bomba estava tentando se infiltrar junto com a multidão, e foi o cachorro quem farejou o perigo, salvando a vida de todos.

Publicidade
Publicidade

Um adolescente levava a bomba amarrada ao redor de seu corpo.

Quando o cachorro a interceptou, a bomba se explodiu, matando a criança e o animal, segundo o porta-voz da polícia em Borno, Victor Isuku. Enquanto o cachorro tentava impedir a ação do adolescente, ele teria acionado a bomba, matando-se e ao cachorro.

Foram apenas essas as vítimas, graças à ação desse cão, que impediu que o terrorista entrasse no local da cerimônia de casamento. O objetivo do adolescente seria, supostamente, o de se explodir bem no meio dos convidados desse casamento.

Boko Haram continua com ataques terroristas

O incidente ocorreu apenas algumas horas após o assassinato de três homens-bomba em dois ataques suicidas frustrados em cidades próximas e foi o mais recente com as mesmas características na região do Nordeste da Nigéria.

Publicidade

Felizmente, nenhum dos ataques fez o número de vítimas que seria esperado. A Polícia da Nigéria atribuiu as tentativas de ataque ao grupo terrorista #Boko Haram.

Um civil ficou ferido em um dos ataques e um caminhão ficou parcialmente danificado, de acordo com o jornal Mirror. Ultimamente, mulheres adolescentes estão sendo usadas em ataques suicidas nessa região da Nigéria, ao redor da cidade de Maiduguri, pelo grupo jihadista de Boko Haram. O objetivo é que as garotas acionam as bombas em locais bem povoados, provocando o maior número possível de vítimas mortais.

Em dezembro passado, duas garotas de 7 e 8 anos, supostamente tentaram se explodir em um mercado em Maiduguri. Em janeiro, uma menina, com apenas 10 anos, tentou explodir um evento. #Terrorismo