Após o anúncio da aproximação do porta-aviões Carl Vinson dos Estados Unidos à península norte coreana, o regime de Kim Jong-Un promete uma ‘#Guerra Total’ contra os Estados Unidos. O clima tenso entre os dois países aumenta, e os Estados Unidos pode sofrer um ataque nuclear da Coreia do Norte, que até então não havia demonstrado ter poderio bélico militar capaz de atingir o país norte americano.

Em um desfile que aconteceu na capital da Coreia do Norte, em Pyongyang, os militares do país desfilaram com diversas armas, como uma forma de afrontar os Estados Unidos que declararam que poderão intervir no teste de armas nucleares do país.

Publicidade
Publicidade

Após o desfile que celebrou o aniversário da criação do regime da Coreia do Norte, no último sábado (16), além de homenagear o avô do ditador atual na Coreia do Norte, Kin Il Sung, que criou o regime político e econômico que rege o país, diversas armas foram expostas na rua da capital norte coreana.

Após os Estados Unidos analisarem as fotos das armas que desfilaram pelas ruas de Pyongyang, especialistas demonstraram preocupação com um dos mísseis que parece ser uma arma nuclear de alcance intercontinental. Para o país norte americano essa arma ainda não havia sido desenvolvida, e justamente essa era a intenção da aproximação ofensiva dos Estados Unidos à Coreia do Norte: impedir que eles continuem testando armamentos nucleares. Com essa descoberta, os EUA agirá muito mais cautelosamente em relação a aproximação de seu porta-aviões da península norte coreana.

Publicidade

A Coreia do Norte estava prestes a testar seu quinto lançamento de arma nuclear em um programa de desenvolvimento de energia nuclear não aprovado por comissões internacionais de controle de emissão de substâncias radioativas. O teste da arma nuclear seria feito em breve, e os EUA queriam impedir que isso acontecesse. O regime de Kim Jong-Un demonstra seu poder bélico e ameaça uma das maiores potências do mundo, os EUA. Um perito em fotografias analisou as imagens dos mísseis e acredita que um deles parece ser feito de plástico, o que aumenta o poder de alcance do projétil. A Coreia do Norte declarou possuir essa arma, e disse que acontecerá uma ‘Guerra Total’ se os EUA se aproximar demais do país.