Neste fim de semana, o tabloide inglês 'Daily Mail' divulgou um caso que teve repercussão internacional. O jornal da terra da rainha abordou sobre uma depilação que acabou dando errado. O que a protagonista da história que você conhecerá a seguir não sabia é que algumas mulheres - especialmente as que têm diabetes - precisam ter mais cuidado ao realizar o procedimento. Além disso, quanto menos pelos na região íntima, mais chances a mulher tem de contrair inflamações e doenças. Ou seja, pela estética, você pode estar se colocando em um grande perigo.

Dana Sedgewick quase morreu ao passar por um procedimento de #depilação.

Publicidade
Publicidade

Aos 33 anos, ela acreditava ter tomado todos os cuidados necessários para passar pelo procedimento, mas acabou sendo infectada por uma séria bactéria, que começou, literalmente, a desmanchar seus tecidos e comer a sua carne. O jornal britânico 'Daily Mail' divulgou fotos do caso. As imagens são, literalmente, assustadoras. A situação dela ficou tão grave que os médicos não a pouparam e afirmaram que Dana poderia nunca mais andar em sua vida. A ex-chefe de cozinha vivia em uma cidade pequena da Inglaterra e revela que apenas estava fazendo um processo habitual de beleza. Ela informa que comprou uma lâmina nova para fazer o procedimento, mas que algo deu errado.

Mal sabia ela que aquilo seria um episódio para nunca mais ser esquecido. Ela revela que, após dois dias da depilação, uma espinha sangrenta apareceu em sua virilha e, não demorou muito, tonturas e náuseas constantes apareceram.

Publicidade

Ela começou a achar tudo estranho e decidiu procurar um médico. Através de um clínico geral, a batalha dela tinha início. Ele receitou muitos remédios, como antibióticos. Mesmo cumprindo à risca o tratamento, a perna dela continuava a sangrar. A filha da inglesa notou que a pele dela estava ficando vermelha. "Quase não acreditei quando vi minhas pernas no hospital. Elas estavam com uma cor escura, com a carne podre", disse ela, que confirma que teve até dúvidas se iria ou não sobreviver.

A saúde de Dana foi piorando e ela teve que fazer um procedimento cirúrgico de dez horas. Esse quase amputou suas pernas, mas os médicos conseguiram tirar a carne "podre" de seu corpo. Para preencher o buraco que ficou, os profissionais tiraram carne de suas costas. O caso aconteceu em 2012 e ela viveu, mas nada foi fácil. Desde então, foram 21 cirurgias.

Por isso, fica a dica, mesmo com a lâmina nova, procure esterilizar o aparelho de depilação, a fim de evitar infecções como a dessa mulher. #amputação