A americana Chelsea Ake, 24 anos, viveu momentos de grande terror e desespero ao ser vítima, provavelmente, de uma falta de descuido dela. Ela é gerente de uma clínica de tratamento estético e resolveu ir sozinha entrar numa câmara fria para tratar a pele. A crioterapia é uma técnica que trata a pele com baixíssimas temperaturas. Se utiliza bolsas de água fria ou imersão no gelo.

Publicidade

O caso aconteceu na cidade de Henderson, estado de Nevada (EUA). Ela acabou ficando trancada e a temperatura pode chegar a -155°C dentro da câmara. Um verdadeiro pânico para Chelsea, que não conseguiu sair do local.

De acordo com a polícia, o caso foi uma fatalidade, pois ela decidiu fazer o tratamento sem a companhia de uma pessoa e ao ficar trancada não pôde ser ajudada por ninguém..

Publicidade

A máquina que acabou ficando travada tem a finalidade de rejuvenescer a pele e é usada, geralmente, por 3 minutos e nunca mais do que uma hora. Diante disso podemos ver o sofrimento da americana em ficar dez horas presa. Uma amiga de Chelsea, Shae-Lynn Bee, confirmou às autoridades que ela estava mesmo sozinha no local e ela também acredita que houve um descuido de Chelsea e por isso a porta travou.

Suicídio?

A amiga da americana descartou a hipótese de suicídio pois ela estava muito feliz, vivia com alto astral e não tinha nenhum sinal de depressão. Relatórios dos investigadores afirmam que ela morreu sufocada, antes de se congelar. Usar o equipamento sozinha foi algo determinante para a #Tragédia.

A polícia chegou a dizer, nos jornais da região, que poderia ter ocorrido um erro de operação do equipamento.

Funcionários encontraram o corpo dela, um dia após ela fechar a loja sozinha.

Publicidade

A clínica Rejuvenice deu uma nota lamentando a #Morte da gerente. A polícia continuará as investigações para ver se não existe algum problema no equipamento. Funcionários preferiram não comentar o caso.

Tristeza

A garota tinha muitos amigos e era muito ligada à sua família. "Sua partida deixará saudade", ressalta o Facebook da empresa. O corpo será enterrado no Havaí, onde sua família mora.

Como não há câmeras de segurança na clínica, o acontecimento será um pouco mais difícil para ser solucionado. Os amigos da americana e sua família se dizem traumatizados com a morte dela. Foi uma grande surpresa para todos.

"Mesmo as investigações continuando, sabemos que nada poderá trazer a vida dela de volta e isso nos entristece muito", comenta a amiga. #congelada