Desde 6 de abril, uma família tem atraído católicos de várias regiões do país. O motivo? Uma estátua da Virgem Maria que supostamente começou a chorar sangue.

Chamada na Argentina de Virgem de la Rosa Mística, a estrutura de 50 centímetros, que pertence ao casal Mateo Frías e Rosana Mendoza, se tornou popular graças a um famoso programa de rádio local, “O bom e o mau”, que apresentou o caso à população.

Ao escutarem a história da virgem com lágrimas de sangue, no município de San José de Metán, província de Salta, populares comovidos com os depoimentos começaram uma verdadeira peregrinação até o bairro Marco Avellaneda, com objetivo de presenciar e filmar o alegado “milagre”.

Publicidade
Publicidade

Além dos curiosos, a imprensa também foi à casa dos Frías Mendoza para conversar com os proprietários do objeto e registrar o hipotético fenômeno.

O vídeo da santa, divulgado no Youtube pela #Mídia estadual LA GACETA Salta, e pela emissora Spacio Television, mostra uma pequena estátua com aparentes manchas vermelhas embaixo dos olhos. Apenas isso e mais nada.

Embora não exista um propósito específico para o pretenso sangue verter das vistas da virgem, na avaliação dos crentes, os desígnios de Deus não devem ser questionados, mas sim aceitos pela fé e celebrados.

"É uma alegria, algo inexplicável para mim", fala a fiel Norma Quinteros, sem dar importância à possibilidade do sangue ser falso.

O padre da cidade, Gustavo Paredes, intrigado com o assunto, também foi à residência observar o acontecimento.

Publicidade

Porém, relatos sobre a opinião do religioso a respeito do fato são desconhecidos.

Todavia, outro membro da Igreja Católica, Pe. Julio Raúl Méndez, demonstrou cautela com relação ao episódio.

Ele advertiu aos fiéis para não tirarem conclusões precipitadas, pelo menos até o “sangue” ser examinado em laboratório, afim de ter sua origem refutada ou confirmada pela ciência.

Entretanto, devido ao constante movimento de curiosos e crentes, o que antes era a sala de jantar da família virou um tipo de santuário improvisado, onde pessoas fazem orações e pedidos para uma peça de cerâmica inanimada.

Apesar dos habitantes e dos donos da estátua acreditarem cegamente que as lágrimas são feitas de sangue, até o momento, o fluído não foi encaminhado para exames laboratoriais.

Talvez, a dúvida seja o melhor negócio nesse tipo de comércio. Afinal, antes uma mentira inspiradora que uma verdade avassaladora.

#Curiosidades #Viral