Ana Maria Rebelo, conhecida na ilha de Jersey, pertencente ao Reino Unido, como uma pessoa muito generosa e acarinhada pelos locais, foi recentemente encontrada morta, com claros sinais de violência. Tal como informa o site “Notícias ao Minuto”, cerca de 40 policiais estão completamente focados nesse crime macabro que matou a imigrante portuguesa, tendo usado as câmaras de vigilância, mas não tendo conseguido encontrar nada de especial. Por isso mesmo, as autoridades pediram que para que, quem tivesse informações úteis para resolver esse crime, pudessem ajudar as autoridades.

Depois da população de Inglaterra ter decidido que iria sair da União Europeia, em um referendo muito polêmico, vários imigrantes, sobretudo portugueses, têm relatado nos últimos meses que têm sido vítimas de ataques xenófobos em público, muitas vezes sendo agredidos ou então insultados apenas por serem de outro país.

Publicidade
Publicidade

Com esse aumento de violência perante pessoas de outros países, mesmo que esses países sejam da União Europeia, a verdade é que a intolerância cresceu muito no Reino Unido.

Mas terá sido um ataque xenófobo que acabou por matar a muito acarinhada imigrante portuguesa? A verdade é que, pelo menos para já, a resposta é completamente incerta, sendo que as autoridades até detiveram um suspeito de 58 anos, mas que foi rapidamente libertado por falta de provas concretas. Como garante o site “Notícias ao Minuto”, a imigrante, que estaria desaparecida, foi encontrada pela polícia já sem vida e com claras marcas de violência no seu pescoço, fazendo acreditar que teria sido dessa forma que tinha sido assassinada.

Com uma investigação que está sendo literalmente feita batendo a todas as portas do vizinho da portuguesa, a verdade é que as autoridades não estão conseguindo encontrar nada de significante para conseguir encontrar o responsável por esse crime verdadeiramente bárbaro e que está abalando sobretudo a comunidade imigrante portuguesa no Reino Unido.

Publicidade

Através das redes sociais, muitos desses membros da comunidade garantem estar com medo do que possa acontecer com suas famílias que estão emigradas na Inglaterra, temendo que também elas possam ser vítimas de algum tipo de violência. De recordar que Inglaterra iniciou muito recentemente o longo processo para conseguir sair oficialmente da União Europeia, se tornando dessa forma o primeiro país que pede para sair de uma das comunidades mais evoluídas e desenvolvidas de todo o mundo. Será que essa saída pode mesmo prejudicar os seus imigrantes, incluindo os muitos milhares de brasileiros que estão nesse momento trabalhando lá? #Europa #Investigação Criminal #Emigração