O homem identificado como Evil Wuttisan Wongtalay, de 20 anos, enforcou sua filha de 11 meses após acusar a esposa Jiranuch Trirat, de 21 anos, de traição. Já não bastasse a crueldade, o pai ainda transmitiu tudo ao vivo em seu perfil no Facebook. O fato aconteceu nessa segunda-feira (24), em Phuket, na Tailândia. As informações são do jornal 'The Sun Online'.

Assim que assassinou sua filha brutalmente, ele então é visto descendo as escadas na tentativa de recuperar o corpo do bebê. Depois disso, ele também se matou. A mãe da criança viu o vídeo chocante e chamou a polícia, encontrando os dois pendurados em um prédio abandonado em Sakoo, ao sul do Aeroporto Internacional de Phuket.

Publicidade
Publicidade

A mãe do bebê contou aos policiais que tinha fugido da casa naquela manhã, assim que o marido ameaçou matá-la. Jiranuch foi para casa naquele mesmo dia à tarde. Ela diz que ainda tentou ligar para o seu namorado, mas ele não atendia. Assim que entrou em seu #Facebook, ela se deparou com a brutalidade.

O tenente Sanit Nookhong da Polícia Real tailandesa disse que o assassinato e suicídio foi "um ato de ciúme" e completou: "Recebemos uma chamada de emergência da Sra. Trirat e lançamos uma busca. Encontramos os corpos do pai e da filha".

"O homem teve uma discussão com sua namorada. Ele estava com ciúmes e estava pensando que ela tinha outros namorados", disse o policial. Ele informou que o vídeo foi publicado às 17h45, mas o chamado só aconteceu por volta de 18h30.

A filmagem angustiante permaneceu na página do Facebook do homem por quase 24 horas depois que foi postada em seu perfil.

Publicidade

E, enquanto a postagem não era removida, as imagens perturbadoras ainda continuaram a ser compartilhadas dezenas de vezes na rede social.

Em reposta ao jornal britânico, o Facebook afirmou que o vídeo será retirado do ar assim que houver relatos dos internautas. Um porta-voz disse: "Este é um incidente terrível e nossos corações estão com a #Família da vítima".

Outro caso de assassinato ao vivo no Facebook

O vídeo em que o pai aparece assassinando a filha acontece uma semana depois que o Facebook foi criticado por permitir imagens do #Crime brutal de Steve Stephens, morto por Cleveland. As gravações, que mostram o homem matando o avô, permaneceram na rede social por mais de duas horas.

Um caso criminoso que chocou diversas pessoas pela forma que foi praticado vem ganhando destaque nos noticiários de todo o mundo. Steve Stephens, suspeito de matar um homem e transmitir ao vivo pelo Facebook, foi encontrado morto nos Estados Unidos, na terça-feira (18).