Essa semana, imagens gravadas dentro de uma aeronave da Unided Airlines que mostram um homem sendo expulso do #avião assustaram os internautas. Isso porque o passageiro havia comprado o bilhete regularmente, e não havia cometido nenhuma infração para ser retirado. O que aconteceu foi que o vôo que saiu do Aeroporto Internacional de Chicago, nos Estados Unidos, estava lotado devido a um ‘overbook’ cometido pela empresa aérea. Ao que parece, foram vendidas mais passagens do que o número de poltronas da aeronave, fazendo com que pelo menos quatro pessoas tivessem que se retirar do vôo. Inicialmente a tripulação pediu encarecidamente se existia alguém que pudesse desistir da viagem voluntariamente, o que não aconteceu.

Publicidade
Publicidade

O avião que tinha como destino final a cidade de Louisville, em Kentucky, não comportou o número de passageiros. Segundo as regras de controle e aviação americana, não é proibido a venda de um número superior de bilhete, e a empresa estava, infelizmente, assegurada por lei. Diante da impossibilidade de decolar, e na ausência de voluntários, a tripulação teria usado um sistema de computador para poder sortear quem deveria deixar a aeronave. Todos os passageiros que tivessem que se retirar receberiam um valor de reembolso de cerca de oitocentos dólares, o que equivale a aproximadamente três mil reais. De todos os quatro passageiros convidados a saírem do avião, apenas o homem se recusou a descer. Mas a explicação do mesmo era um tanto quanto nobre, ele é médico e deveria estar no outro estado americano para poder atender pacientes em caráter de urgência.

Publicidade

Assista ao vídeo no link a seguir:

Mesmo diante da explicação, ele foi retirado à força da aeronave. Alguns agentes que faziam a segurança do aeroporto entraram a bordo, e imobilizaram o passageiro que não queria levantar da poltrona. Ele foi arrastado pelo corredor estreito do avião, até a saída. A cena de humilhação foi gravada por outros passageiros que acharam um absurdo o acontecido, e a forma como a empresa lidou com a situação. O homem aparece nas gravações brigando para não sair, e sob protesto é arrastado enquanto ainda vocifera que estava vivendo um momento traumático. Ao todo foram três agentes a segurar o homem. As imagens foram divulgadas nas redes sociais e causaram revolta nos internautas, que repudiaram a ação da empresa. Muitos se manifestaram dizendo que já a situação de ‘overbook’ é absurda e que o homem teria sido colocado em momentos vexatórios. Não foram divulgadas maiores informações sobre a condição do passageiro, que parece ter se ferido durante a confusão. A empresa aérea soltou uma nota se desculpando pelo ocorrido.