O caso que aconteceu no estado de Alabama nos Estados Unidos e é mais um que serve de alerta para as pessoas, apesar de aparecer nos noticiários, muitos não entendem os riscos que o #Celular pode causar.

O fato aconteceu com o jovem Wiley Day de 32 anos, ele fez o que muitas pessoas fazem, usou uma extensão para carregar o celular e continuou mexendo enquanto estava deitado em sua cama.

Todos sabem que é comum pegar no sono nessa situação, mas o jovem não imaginava que sua corrente de metal, usada no pescoço, iria encostar-se aos fios esquentando tanto até causar um choque elétrico.

Wiley contou ao site BuzzFeed que foi jogado ao chão com a força da descarga elétrica que recebeu, e pela dor no coração acreditou que iria até morrer, pois sentiu seu corpo adormecer e pegar fogo em seu pescoço.

Publicidade
Publicidade

O jovem contou também que com muito esforço conseguiu retirar a corrente do pescoço e começou a gritar pedindo ajuda, foi quando sua sobrinha entrou no quarto e chamou o resgate.

A sobrinha de Wiley contou que entrou no quarto e viu o lençol pegando fogo e partes do corpo dele queimadas, ela entrou em desespero e temeu pela vida de seu tio.

O rapaz foi levado para um hospital para receber atendimento emergencial, e logo após foi encaminhando para um médico especialista em queimaduras.

Segundo informações do doutor Benjamim Fail o rapaz foi eletrocutado por 100 volts e sofreu queimaduras de terceiro e segundo grau em seu pescoço, mão e peito. O doutor afirmou que essa voltagem pode matar uma pessoa, e que o jovem pode ser considerar um #milagre por estar vivo.

O celular que causou o acidente é um iphone 7 e o fabricante ainda não se pronunciou sobre o caso, mas não é a primeira vez que telefones dessa marca explodiram ou causaram queimaduras em seus usuários.

Publicidade

Uma instituição americana levantou uma pesquisa sobre acidentes domésticos, e concluiu que aproximadamente 4.700 acidentes com queimaduras são causados por aparelhos telefônicos. E cerca de 280 pessoas são feridas por ano e 50 pessoas morrem por ano com os acidentes. #explosao