Para quem se lembra da história do pequeno Mogli, um menino que viveu em meio aos lobos acreditando ser também um animal, uma história semelhante ao desenho aconteceu na vida real. Uma menina foi encontrada vivendo comum grupo de macacos na Índia, sendo incapaz de falar ou até mesmo andar como os seres humanos andam. Segundo o jornal Mirror, a menina que acreditava ser um macaco foi encontrada no norte da Índia

A criança só se comunica por gritos que eram utilizados por ela para falar com os macacos e anda de quatro assim como os primatas que ela vivia. A história triste de Mogli acabou acontecendo na vida real, onde a vida imita a arte mais um vez.

Publicidade
Publicidade

Essa não é a primeira história real de crianças que foram encontradas vivendo com animais na Índia, em 1920, um caso famoso de duas irmãs que viviam entre uma alcatéia ficou conhecido em todo o #Mundo como o caso das irmãs Amala e Kamala.

Os policiais de Uttar Pradesh, uma província indiana, encontraram a menina no momento em que faziam um patrulhamento pela reserva natural em Bahraich. A menina estava sentada junto com os macacos e agia como se fosse um deles, sentada em uma pedra, em um local conhecido como Santuário da Vida Selvagem de Katarniaghat, no norte da Índia.

O local é bastante remoto e próximo da divisa com o Nepal, onde diversas espécies convivem em um local inóspito para uma criança viver sozinha. Um dos agentes de segurança que estavam no local contou ao jornal Times of India como foi encontrar a menina macaco na reserva.

Publicidade

Suresh Yadav disse que quando ele e seu parceiro se aproximaram da menina, os macacos que supostamente viviam no bando da garota começaram a gritar, como se os humanos apresentassem risco para ela, assim como fazem quando estão em perigo, avisando todo o bando sobre a aproximação dos agentes que capturaram a menina.

A menina recebeu o nome de ‘Garota Mogli’ por ter sua história semelhante ao filme que foi inspirado no livro de Rudyard Kipling. Após ser capturada pelos inspetores de segurança do local, a menina macaco foi hospitalizada e segue internada. Investigações estão sendo realizadas para saber quem são os pais dela e há quanto tempo ela está vivendo entre os macacos. Os médicos disseram que ela possui cerca de oito anos, após analisarem a arcada dentária da criança e fazer outros exames para saber se a garota está bem.

Como a menina não consegue se comunicar com humanos, ficará difícil de descobrir isso tão rapidamente. Mesmo após alguns dias no hospital, a menina macaco ainda está assustada e ainda não consegue se ver como uma ser humana, já que ela foi criada no meio dos macacos, a menina acredita que é um deles, sendo que só o tempo será capaz de resolver esse conflito para a pobre garota. Assista a partir dos 1 minuto e 8 segundos:

#Crime #Casos de polícia