Uma bonita história de compaixão solidariedade acabou em tragédia: Tracey Wilkinson, uma ex-dançarina britânica de 50 anos, foi cruelmente assassinada à facadas por um ex-sem-teto que ela mesmo retirou das ruas. Peter wilkinson, de 47 anos (marido de Tracey) e Pierce Wilkinson (filho) de 13, também foram vítimas do ataque. O garoto não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. O pai segue internado em estado grave.

Aaron Barley, de 23 anos, é o acusado de cometer o crimes. O rapaz foi encontrado por Tracey dormindo na rua em 2015. Sensibilizada com a situação, ela o abrigou em um pequeno apartamento próximo a casa da família, e lhe deu um emprego em sua empresa.

Publicidade
Publicidade

O único membro da família que conseguiu escapar do ataque foi Lydia Wilkinson, filha mais velha do casal. A garota de 18 anos é estudante de biologia e estava na faculdade no momento do #Crime. Desde o ocorrido, passa todo o tempo acompanhando o pai, que ainda se recupera dos ferimentos.

Ao ser procurada por repórteres, a jovem não se dispôs a dar entrevistas. Mais tarde, soltou uma nota dizendo que estava devastada com a perda da mãe e do irmão. Ela esclareceu que o acusado nunca morou na mesma casa em que sua família vivia, Mas confirmou que sua mãe o abrigou em um imóvel desocupado e lhe deu assistência financeira por mais de um ano.

Inconformados, vizinhos colocaram flores no local dos crimes e exigem uma resposta para o ocorrido. Uma amiga íntima de Tracey contou a repórteres sobre a generosidade da amiga:

"Eles tiraram uma pessoa da rua, lhe deram trabalho e comida. Perguntei o por quê de ajudar tanto esse rapaz, e ela disse que só queria dar um futuro a ele.Ela sempre prestava auxílio aos necessitados, mas nunca os trouxe para o meio da família"

O crime chocou todo o condado de West Midlands, onde a família vivia.

Publicidade

Flores e mensagens não param de ser deixados no local. A polícia continua tentando trazer respostas para a motivação do crime, já que nenhum objeto foi roubado das vítimas. O acusado foi preso após bater uma Land Rover roubada em um poste. #Mundo #Casos de polícia