Mais um caso de relação sexual de professora com aluno foi registrado recentemente. Dessa vez, o caso aconteceu nos Estados Unidos. Tara Yvonne Stumph - que já foi eleita '#Professora do Ano', em 2013, pela Arroyo Grande High School - foi condenada esta semana por praticar sexo com um adolescente de 16 anos.

Tara, que lecionava na #Escola do condado de San Luis Obispo (Califórnia, EUA), foi condenada a seis meses de prisão por manter relacionamento sexual com o aluno menor de idade. De acordo com o jornal “The Tribune”, sua sentença começará a ser cumprida a partir de 1º de maio de 2017.

Segundo os investigadores do caso, a relação entre o aluno e a professora começou em 2015, quando Tara seduziu o aluno mandando nudes para ele através do celular.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com as investigações, eles faziam sexo diversas vezes antes e depois das aulas.

Tara faz acordo com a Justiça

A professora não deve cumprir sua sentença completa de seis meses, pois ela realizou um acordo com a Justiça. Contudo, ela ficará em regime condicional durante quatro anos. Durante esse período, Tara não poderá ter contato com menores de idade do sexo masculino. A exceção é só para familiares da mulher.

Tara não será inserida na lista de agressão sexual, mas caso não cumpra as determinações da Justiça, passará três anos presa.

Outros casos envolvendo professoras

Notícias como a de Tara estão cada dia mais em evidência. Um caso parecido com esse foi o da professora casada que abusou de um aluno de 13 anos e mandou nudes para outros três. A situação também foi registrada esse ano nos Estados Unidos.

Publicidade

Amanda Schweitze, de 37 anos, foi acusada de estupro de primeiro grau e está de licença administrativa da escola North Middle School, onde trabalhava desde 2010 como professora de leitura.

Segundo o jornal ‘The Sun’, a faixa etária dos garotos envolvidos no caso era entre 13 e 14 anos. Na escola em que ela lecionava, o superintende interno, Norm Ridder, não quis falar sobre o assunto.

De acordo com o inquérito do caso que a imprensa local teve acesso, foi confirmado o abuso sexual de Amanda contra o adolescente. No documento, conta que ela conduziu o jovem até um dos quartos e tirou sua roupa. Após o ocorrido, a mulher ficou impedida de ter qualquer tipo de contato com os jovens envolvidos no caso. Ela também não poderá falar com a família dos menores. #Violência