Durante um programa de TV, gravado em Miami, nos Estados Unidos, foi revelado um caso surreal. Jennifer, uma mulher transgênera. contou como ficou com o seu "#Pênis quebrado" durante uma relação sexual, que terminou muito mal. O programa de TV se chama Caso Cerrado e é um reality show que trata casos de justiça.

Neste episódio, Jennifer contou que entrou com um ação contra a viúva do seu amante pedindo uma indenização de US$ 21 mil (R$ 66 mil) pelas lesões sofridas. Durante o ato sexual, o marido de Sylvia morreu de ataque do coração enquanto estava com a amante, Jennifer.

As pessoas ficaram chocadas quando ouviram este caso incrível e nem a apresentadora do programa, Ana Maria Polo, deixou de demonstrar sua perplexidade perante o que as mulheres estavam falando.

Publicidade
Publicidade

No palco, estiveram presentes tanto a amante como a esposa de Miguel, o homem que morreu enquanto estava transando com outra mulher transgênera. No entanto, é no papel de ré que a viúva foi apresentada neste caso.

Miguel teve um ataque cardíaco e morreu durante o #sexo com Jennifer que revelou que a "fantasia" de Miguel era que ela o "penetrasse". Foi isso que Jennifer fez, ela que é uma mulher transgênera, mas que mantém ainda seus genitais masculinos.

"Então, eu fiz sexo com ele e ele gostou", contou a mulher, que acredita que essa foi a primeira experiência desse tipo para Miguel. Até que, de repente, o homem teve um ataque cardíaco e morreu durante a relação.

Publicidade

Foi aí que a apresentadora perguntou: "Por que você não se levantou e foi embora?". Jennifer respondeu que não podia porque havia ficado presa ao amante. A mulher não sabia o que fazer e resolveu ligar para a esposa de Miguel, contando o que estava acontecendo.

Foi aí que Sylvia chamou a polícia, que foi até o quarto onde a dupla estava. Só no hospital é que conseguiram separar o par, enquanto Jennifer estava sofrendo com dores, depois de, supostamente, ter ficado com o pênis quebrado.

De acordo com Jennifer, foi Sylvia quem a contratou para fazer sexo com o marido, que estava comemorando seu aniversário. Apesar de o marido ter morrido durante o ato sexual, Sylvia teria cumprido sua parte do contrato, pagando US$ 6,4 mil (R$ 20 mil) para a mulher transgênera pelo serviço prestado.

Apesar disso, Jennifer exige mais pelos danos que sofreu durante esse momento.

Publicidade

Ela contou como ficou "mortificada" durante esse incidente. Além do pênis fraturado, ela conta que foi horrível o momento em que várias pessoas irromperam pelo quarto e levaram o par, amarrado, para o hospital.

O programa foi gravado no ano passado, mas somente semana passada é que ele foi levado ao ar, sendo assistido por cerca de cinco milhões de pessoas. Uma gravação postada no YouTube já esta com quase 700 mil visualizações.

Porém, são várias as pessoas que acreditam que os casos que vão a esse programa são falsos e inventados. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, o programa poderia ser protagonizado por pessoas contratadas, mas sempre baseado em casos reais.

Assista ao vídeo do Caso Cerrado com Jennifer:

#Transgênero