Embora o governo dos Estados Unidos evite falar publicamente sobre o fenômeno dos objetos voadores não identificados (ovnis/UFOs), documentos liberados pela CIA e pelo FBI, no decorrer dos anos, sugerem o interesse das autoridades no assunto.

Dessa vez, um documentário nunca antes visto no Brasil, recém exibido na #Internet, mostra que os militares dos EUA gravaram naves espaciais desconhecidas, ao redor da base da Força Aérea de Nellis, no deserto de Nevada, em 1995.

Inclusive, depoimentos de membros do exército estadunidense enfatizam a realidade desses objetos, interpretados pela maioria dos pesquisadores como tendo origem extraterrestre.

Publicidade
Publicidade

Apresentado em 17 de fevereiro de 1995, o programa inicia com a apresentadora ressaltando que os ovnis foram captados por um sistema de rastreamento militar considerado sofisticado para a época.

No início do vídeo, é possível ouvir os operadores de radar surpresos com os objetos.

Enquanto o primeiro UFO aparece nas imagens da Força Aérea, os operadores de radar, perturbados com a ocorrência, questionam o episódio.

"Que diabos é isso?", pergunta um militar ao colega, que responde “eu não sei”.

Embora a filmagem enviada ao programa pareça um vídeo amador quando comparado a qualidade das gravações atuais, a repórter explica que ele, na verdade, contém coordenadas das naves, analisadas em tempo real por um computador avaliado como de última geração para o ano de 1995.

Publicidade

“É assim que os operadores de radar podem dizer exatamente onde os objetos estão e a velocidade deles”, fala a jornalista.

Em depoimento ao programa, o consultor técnico militar da época, Chuck De Caro, reconhecido nacionalmente como especialista em tecnologia militar, compara o “moderno” sistema de observação da Força Aérea a um videogame.

“Este é o tipo de um jogo de Nintendo para os adultos que estão jogando um jogo sério”, comenta.

Ao analisar os dois vídeos, onde os ovnis foram gravados em momentos diferentes, De Caro acentua a real possibilidade de os militares terem captado estruturas com tecnologias desconhecidas para o ser humano.

Além dele, um membro da Força Aérea estadunidense, que por medo de represálias escondeu o rosto, apelidado Steve, revelou ter trabalhado em projetos ultrassecretos na base da Força Aérea de Nellis.

Publicidade

Ainda disse que os UFOs surgiam com frequência sobre a base militar. “As pessoas precisam saber que isso existe”, enfatizou Steve.

As alegações do militar são corroboradas pelo áudio dos controladores de radar, que não se intimidam em demonstrar euforia com o acontecimento.

“Captamos esse objeto desconhecido. Aeronaves de algum tipo. Parece estar pairando”, fala o controlador.

Habituado à realidade militar, Chuck De Caro também acentua o fato do governo esconder “o jogo” da sociedade.

“O governo tem mais informações do que geralmente está disposto a revelar ao público”, frisa.

Contudo, para Rich Tyrell, astrônomo especialista em óptica, os militares treinados, habituados à presença de novas tecnologias aéreas desenvolvidas na base de Nellis, confundiram um simples balão meteorológico com uma nave alienígena – vale ressaltar que a desculpa de balões era moda na época.

A Força Aérea e o Pentágono não quiseram falar com a reportagem. Talvez, não haja mais nada a ser dito, mas sim admitido.

#Curiosidades #Viral