Depois de várias sondas já terem chegado ao solo marciano, agora é a vez do governo norte-americano ter exigido à #Nasa, a maior organização de exploração espacial do planeta, que consiga enviar os primeiros homens ao nosso planeta vizinho até o ano de 2033. Tal como informa o site “Climatologia Geográfica”, portal especializado em matérias do espaço, as duas câmaras do Congresso americano concordaram que a NASA deveria receber um financiamento na ordem dos 19,5 bilhões de dólares para que, até essa data, consiga cumprir com o objetivo.

Se a chegada do homem à lua, nosso satélite natural, é ainda hoje considerada um dos maiores feitos da história da humanidade, que foi alcançado pela NASA, o governo americano quer novamente fazer história e dar um enorme passo a descoberta do nosso sistema solar.

Publicidade
Publicidade

Para isso, o governo dos Estados Unidos ordenou que a data limite para essa missão sejaa fixada no ano de 2033, sendo que antes disso a NASA tem que mostrar claros avanços para conseguir chegar à meta final.

Em uma carta oficial do Congresso, os políticos querem que os primeiros anos da década de 2030 sejam uma vitória para a exploração espacial americana, sendo que nem sequer Donald Trump, pouco preocupado com os cuidados com o meio ambiente, tem intenção de recusar essa ordem dada pelo Congresso. Como garante o site “Climatologia Geográfica”, um roteiro inicial com todos os detalhes sobre essa chegada dos primeiros homens a Marte tem que ser obrigatoriamente apresentada até ao primeiro dia de dezembro de 2017.

Apesar de nada estar confirmado, caso tudo corra bem, o governo americano tem também como missão enviar mais homens à lua na próxima década, talvez fazendo vários testes para que a primeira tribulação não apanhe nenhuma surpresa quando fizer a maior viagem espacial da história da humanidade. De relembrar que as várias sondas que já recolheram amostras da superfície de Marte mostram que já existiu água no solo de Marte, dando por isso novas esperanças que no passado o nosso planeta vizinho já tenha tido vida, nem que fossem apenas micro-organismos.

Publicidade

Resta agora esperar para saber se os responsáveis pela NASA vão conseguir cumprir com a ordem dada pelo governo. Caso aconteça, os Estados Unidos vão conseguir provar novamente que são a nação com maior sucesso na exploração espacial, batendo novamente a rival histórica Rússia. #EUA